São Paulo SP: tarifas de balsas não terão reajuste pelo segundo ano seguido

SP: tarifas de balsas não terão reajuste pelo segundo ano seguido

Preço da passagem deixou de ter aumento anual de preços desde 2019. Medida impacta cerca de 20 mil usuários que fazem a travessia diariamente

Medida impacta cerca de 20 mil usuários diários

Medida impacta cerca de 20 mil usuários diários

Reprodução Governo de São Paulo

As travessias litorâneas não terão reajuste nas tarifas pelo segundo ano consecutivo, de acordo com medida publicada nesta quarta-feira (25) pela SLT (Secretaria de Logística e Transportes), que deve impactar cerca de 20 mil usuários diários.

Leia também: Policiais doam sangue para ajudar vítimas de acidente de Taguaí (SP)

Os reajustes aconteciam anualmente, mas o aumento não é aplicado desde 2019. Os horários de chegada e saída de balsas podem ser checados no site do Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A).

Leia também: Rodovia é liberada após acidente com 41 mortes em Taguaí (SP)

Travessias ativas

– Santos/Guarujá
– Bertioga/Guarujá
– São Sebastião/Ilhabela
– Iguape/Juréia
– Cananéia/Ilha Comprida
– Cananéia/Continente
– Santos/Vicente de Carvalho
– Cananéia/Ariri

Últimas