Coronavírus

São Paulo SP tem 29 cidades com restrições ainda mais severas contra covid-19

SP tem 29 cidades com restrições ainda mais severas contra covid-19

Medidas adotadas são mais rígidas do que as previstas em fase emergencial. Ao menos 23 municípios falam em lockdown

  • São Paulo | Daniela Salerno, da Record TV

Pelo menos 29 cidades têm restrições severas, 23 falam em lockdown

Pelo menos 29 cidades têm restrições severas, 23 falam em lockdown

Fernando Bizerra/EFE - 15.03.2021

O estado de São Paulo contabiliza, nesta quarta-feira (17), pelo menos 29 cidades que adotaram medidas mais restritivas do que as previstas na fase emergencial do plano de flexibilização econômica durante a pandemia do coronavírus. Destas, 23 confirmam, ainda que com adaptações, o lockdown - medida extrema adotada prefeitos para frear o avanço da doença. 

Em São José do Rio Preto, a medida está em vigor desde a 0h desta quarta-feira (17) e vai até o próximo domingo (21). A multa para quem furar a regra chega a R$ 1.250 na cidade.

Na região de Rio Preto, as cidades de Orindiúva, Baby Bassitt, Guapiaçu, Monte Aprazível e Cedral adotaram o lockdown hoje, mas as três últimas terão adaptações. Ibirá entra no grupo a partir da quinta-feira (18) e Tanabi, na sexta-feira (19).

Palestina terá medidas mais rígidas aos finais de de semana e os municípios de Nova Granada e Onda Verde não têm data prevista até o momento, embora prometam acentuar as restrições.

Ribeirão Preto é outra cidade do interior que adotou novas restrições nesta quarta-feira e, assim como em Rio Preto, a medida vale até domingo (21). Na região, os municípios de Altinópolis, Barrinha, Brodowsky, Jaboticabal e Ortolândia também adotaram o lockdown. Em Batatais, Sertãozinho e Campinas a medida terá início na quinta-feira.

No litoral, Santos adota o lockdown a partir de hoje.

Em Paulicéia, no oeste paulista, o lockdown está em vigor apenas durante os finais de semana. Nas cidades de Boracéia e Lins, o lockdown também ocorrerá só aos sábados e domingos.

De acordo com informações do governo do Estado, 63 municipios operam com 100% das UTIs ocupadas. Autoridades de saúde já disseram que somente a abertura de leitos e a transferência de pacientes não são suficientes para frear a pandemia nas cidades. "É uma iniciativa dos municípios, eles se mobilizam regionalmente, o governo vai apoiar as prefeituras para desacelerar o contágio na região", afirmou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

A cidade de Araraquara, uma das primeiras a adotar o lockdown no estado, encerrou a medida, mas o transporte público é interrompido às 21h. Em Pirassununga, o comércio e as igrejas fecham às 19h. O Estado proibiu celebrações coletivas, mas as manteve abertas por haver atendimento individual dos fieis.

Em Itapeva, na região de Sorocaba, em Buri, na região de Itapetininga, e, em Capão Bonito, na região do Vale do Paranapanema, não há previsão de mais restrições.

"É adequado que tenhamos um modelo que possa ser seguido em sua totalidade ou em partes. Uma cidade que mantém um supermercado aberto vai gerar um entorno, uma aglomeração", de acordo com o coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo.

Últimas