Novo Coronavírus

São Paulo SP tem 35 casos de contaminação por variantes do coronavírus

SP tem 35 casos de contaminação por variantes do coronavírus

De acordo com a secretaria de Saúde são 28 casos no estado da variante de Manaus e outros 7 casos da linhagem britânica

  • São Paulo | Marcos Rosendo, da Agência Record

Hospitais de SP recebem pacientes para tratamento da covid-19

Hospitais de SP recebem pacientes para tratamento da covid-19

Danilo M Yoshioka / Futura Press / Folhapress - 04.02.2020

O Estado de São Paulo contabiliza 35 casos de contaminação pela variante do coronavírus. De acordo com a secretaria estadual de Saúde de São Paulo são 28 casos no estado da variante de Manaus e outros 7 casos da linhagem britânica.

Na quinta-feira (18) foram confirmados outros três casos da variante de coronavírus, sendo um na cidade de Campinas e dois no município de São José dos Campos, no Vale do Paraíba.

O caso de Campinas é de uma mulher que viajou para Manaus e retornou para a cidade do interior de São Paulo, no dia 14 de janeiro. A paciente foi internada em um hospital da rede particular de saúde e recebeu alta no dia 25 de janeiro.

Os casos em São José dos Campos envolvem duas mulheres que trabalham como técnicas de enfermagem. Ainda não há confirmação se as enfermeiras foram contaminadas, após ter contato com pessoas vindas da Amazônia ou se a transmissão ocorreu localmente.

Variantes do vírus

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou ter identificou um caso da nova variante de coronavírus na cidade, o vírus que está circulando no Amazonas. Trata-se de uma mulher, que chegou em Campinas, no dia 14 de janeiro, num voo direto de Manaus, já com sintomas da doença. O resultado do exame, feito pelo Laboratório Adolfo Lutz, saiu neste fim de semana.

Todas as medidas de controle epidemiológico foram tomadas e não há registro de que esta paciente tenha transmitido o vírus a outras pessoas em Campinas. O caso foi identificado imediatamente pelas autoridades de saúde do Aeroporto de Viracopos e os passageiros que estavam próximos a ela, assim como suas duas filhas, foram monitorados. 

A paciente, ao chegar na cidade, foi encaminhada diretamente para uma unidade de saúde e depois internada em um hospital da rede particular, onde permaneceu até dia 25 de janeiro. Ou seja, até terminar o período de contágio, ela não circulou pela cidade, o que facilitou o monitoramento e controle do caso.

Depois de receber alta, a mulher, de 78 anos, deixou a cidade. A pasta informou que o sistema de vigilância epidemiológica está atento para identificação desta variante em casos de pacientes residentes em Campinas.

A secretaria municipal de Saúde de São José dos Campos informou que a Vigilância Epidemiológica recebeu a comunicação de 6 sequenciamentos de genoma realizados pelo laboratório conveniado da Prefeitura para realização de RT-PCR, a UNESP de Araraquara.

Desses 6 sequenciamentos, 2 foram de variantes que circulam em Manaus e 4 em outros estados. Dos 6, um foi óbito, uma mulher de 88 anos, com história de hipertensão e diabetes. Os outros apresentaram formas leves, em pessoas com idade que variam de 25 a 88 anos. Nenhum paciente viajou.

Últimas