Coronavírus

São Paulo SP tem primeira sexta-feira com fim de restrições ao comércio

SP tem primeira sexta-feira com fim de restrições ao comércio

Relaxamento das regras é resultado da redução do número de casos, mortes e internações por covid-19 em todo o estado

Estado de SP tem primeira sexta sem restrições de horários e taxa de ocupação nos comércios

Estado de SP tem primeira sexta sem restrições de horários e taxa de ocupação nos comércios

USP Imagens

O estado de São Paulo tem a primeira sexta-feira (20) sem restrições de horários e taxa de ocupação nos comércios. Na fase chamada "Retomada Segura", que foi anunciada pelo governo nesta semana, permite a ocupação de 100% nos estabelecimentos, mas com a manutenção dos protocolos de saúde e do uso de máscaras. 

O relaxamento das regras ocorrem devido à redução do número de casos, mortes e internações por covid-19, que acontecem com o avanço da vacinação.

Na segunda-feira (16) o governo de São Paulo anunciou o término da imunização dos adultos, com mais de 91,2% de pessoas acima dos 18 anos vacinadas com ao menos uma dose em todo o estado. 

A queda de restrições vem ocorrendo de forma gradual. No dia 9 de julho, o governo já havia estendido o horário de funcionamento das atividades econômicas, como bares, restaurantes, shoppings e cinemas até as 23h, com taxa de ocupação para comércio e serviços de 60%.

Contudo, apesar do relaxamento das regras, o uso de máscaras segue sendo obrigatório até, pelo menos, 31 de dezembro.

"Até 31 de dezembro o uso de máscaras será obrigatório mediante lei e os que não obedecerem sejam passíveis de multa, inclusive os estabelecimentos comerciais que aceitarem clientes ou permitirem que funcionários não usem máscaras serão passíveis de multa. Em dezembro, vamos avaliar a necessidade de expandir para janeiro", afirmou o governador de São Paulo, João Doria.

*Estagiária sob supervisão de Ingrid Alfaya

Últimas