Novo Coronavírus

São Paulo SP tem queda do nº de roubos, mas insegurança na periferia continua

SP tem queda do nº de roubos, mas insegurança na periferia continua

Número de casos caiu 35% durante a pandemia, segundo dados da SSP. Nos bairros mais afastados, moradores se queixam da violência

  • São Paulo | Daniela Salerno, da Record TV

Moradora da periferia reclama da insegurança

Moradora da periferia reclama da insegurança

Record TV

O número de roubos caiu em todo o estado de São Paulo durante a quarentena, mas a insegurança continua. Quem mora na periferia da maior cidade do país não sentiu a queda e relata a ação constante de criminosos na rua.

Uma vítima, que prefere não se identificar, foi atacada enquanto dirigia. Ela relatou ao Jornal da Record que foi fechada por um bandido com revólver na mão.

“Um deles veio pro lado da minha porta e outro pro lado da minha esposa. Queria me colocar no porta-malas... Vai saber o que ele queria fazer comigo, né?”

Os índices de roubo em geral despencaram 35% no estado de São Paulo, desde o inicio da pandemia. Em fevereiro, segundo a Secretaria de Segurança Pública, foram 23.708 casos. Em março, 20.530. Em abril, 14.468.

Mas a queda não foi sentida por quem mora na periferia da capital paulista. “A situação está bem complicada aqui, são muitos assaltos, qualquer hora do dia”, diz uma vítima. “Muitas vezes eles estão de moto com duas pessoas, né? Aí o garupa desce e assalta.” 

São ações rápidas algumas delas, registradas por câmeras de segurança. Pouco movimento nas ruas, falta de iluminação e de patrulhamento. E essa a combinação que mais do que nunca atrai os criminosos.

Segundo especialistas em segurança a subnotificação dos casos é um obstáculo para reforçar o trabalho da polícia.

A notificação cria no sistema da policia um alerta da ação dos bandidos e serve para a indicar as áreas que precisam ser mais vigiladas.

O coronel da reserva da PM José Vicente da Silva Filho diz que 50% dos roubos não são registrados pelas vítimas. Ele recomenda que quem foi assaltado faça boletim de ocorrência. “Registre o fato. Pelo menos aqueles que podem ser registrados por internet, não deixem de registrar. Algumas características até dos assaltantes porque isso ajuda a policia concentrar o policiamento nas áreas mais necessárias.”

Últimas