SP terá 20 mil policiais para fiscalizar estradas em feriado

A ação terá 7,2 mil viaturas, 880 motocicletas, 35 montarias, 11 helicópteros Águia da PM e oito drones para monitoramento de pontos estratégicos 

Rodovia dos Imigrantes que dá acesso ao litoral de São Paulo

Rodovia dos Imigrantes que dá acesso ao litoral de São Paulo

Reprodução/ Google Street View - 10.04.2020

O governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (4) que 20 mil policiais irão ajudar municípios a fazer o patrulhamento de estradas no feriado. Ao longo de todo o feriado prolongado, ações integradas entre as forças de segurança e a Secretaria de Logística e Transportes vão apoiar municípios do litoral e interior na fiscalização de medidas sanitárias contra o coronavírus e patrulhamento de rodovias.

Leia mais: SP anuncia fechamento do Hospital de Campanha do Anhembi

"Peço que todos tenham cuidado e zelo ao saírem de suas casas. Cada município tem o direito de estabelecer os seus limites para parques, praças, praias e calçadões. O Governo de São Paulo apoiará aqueles que solicitaram formalmente o apoio da PM no sentido de proteger a vida de seus cidadãos”, declarou Doria.

"Aglomerações colocam em risco a sua vida e as de outras pessoas. Usem máscara, sigam o exemplo correto e façam o distanciamento social de um metro e meio”, acrescentou. A Operação Independência teve início na madrugada desta sexta e se estende até o final da noite de segunda (7). Em Santos, as ações vão se prolongar até terça (8).

Leia mais: Cinco regiões de SP passam para fase amarela em plano de abertura

Além da atuação dos 20 mil policiais, as ações do Estado durante o feriado prolongado vão envolver o uso diário de 7,2 mil viaturas, 880 motocicletas, 35 montarias, 11 helicópteros Águia da PM e oito drones para monitoramento de pontos estratégicos nas rodovias e também nas áreas urbanas.

“Desde o início da pandemia, o trabalho da Segurança Pública foi potencializado. Neste feriado, estamos focados em apoiar e contribuir com os agentes municipais no combate e fiscalização à pandemia”, afirmou o Secretário de Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos. “Estamos contribuindo para poupar vidas. A missão dos policiais é apoiar agentes municipais de saúde e segurança”, reforçou.

A fiscalização de tráfego vai se concentrar em testes de bafômetro e verificação do uso obrigatório de cinto de segurança, assentos infantis e capacetes. Por dia, a previsão é de 160 pontos de fiscalização nas estradas e 1,5 mil em áreas urbanas.

Litoral

No litoral, a PM fará patrulhamento ostensivo em áreas de orla ou que concentram quiosques, bares e restaurantes. Haverá uso de megafones para divulgação de mensagens de conscientização e prevenção ao coronavírus e também apoio a equipes locais de Vigilância Sanitária e Guarda Civil.

Veja ainda: Praias lotadas e aglomerações preocupam governo de São Paulo

Por parte da Secretaria de Logística e Transportes, Artesp e concessionárias, as ações envolvem mensagens informativas via redes sociais e painéis rodoviários; fiscalização, socorro mecânico, guincho e ambulância; e monitoramento 24 horas nos CCOs (Centros de Controle Operacional).

Nas praças de pedágio, a administração estadual afirma que haverá oferta de álcool em gel nas cabines, além da distribuição de 40 mil máscaras nos sistemas Anchieta-Imigrantes e Ayrton Senna-Carvalho Pinto.