Coronavírus

São Paulo SP: Testes para o novo coronavírus serão realizados em Paraisópolis

SP: Testes para o novo coronavírus serão realizados em Paraisópolis

São mais de 600 exames que serão feitos entre 27 de agosto e 3 de setembro das 9h às 17h. Ideia é expandir o projeto para outras favelas do país

Testes para o novo coronavírus serão realizados em Paraisópolis, na zona sul de SP

Testes para o novo coronavírus serão realizados em Paraisópolis, na zona sul de SP

Divulgação / Alex Santos da HCA

A campanha Bora Testar quer levar testes rápidos de diagnóstico da covid-19 para as comunidades mais vulneráreis do Brasil, em parceria com o G10, bloco de Líderes e Empreendedores de Impacto Social das Favelas. A primeira ação do projeto acontece em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, a partir desta quinta-feira (27).

Os exames pretendem alcançar cerca de 600 moradores da comunidade. Serão realizados os testes rápidos (IgM/IgG) para identificar a presença do novo coronavírus.

A testagem será feita apenas nos dias úteis: 27, 28 e 31 de agosto e ainda em 1, 2 e 3 de setembro, das 9h às 17h, no Pavilhão Social de Paraisópolis. A ação terá apoio de um médico e dois enfermeiros que vão utilizar como método de triagem a Ciente, plataforma online parceira da campanha, que foi desenvolvida por médicos.

A plataforma apresenta um questionário que orienta a necessidade do exame e alimenta uma base de dados que poderá acompanhar o histórico de saúde de cada morador, atuando como apoio contínuo sobre a doença, com acesso fácil pela internet.

Leia mais: União e solidariedade são as armas contra coronavírus em Paraisópolis

Projeto Bora Testar

A campanha foi desenvolvida pelas agências Outdoor Social, Alchemy e Latam Intersect PR. Criado a partir da necessidade de atender uma parcela da população em maior vulnerabilidade ao contágio, o projeto quer levar testes de diagnóstico às favelas de todo o país. O objetivo é ajudar a preservar a saúde, além de gerar dados que traduzam melhor a realidade desses locais.

Com quatro pilares básicos: informação, triagem, exames com moradores sintomáticos e rastreamento, a campanha quer barrar a disseminação e a letalidade do coronavírus nos territórios.

Veja também: Mesmo com alto índice demográfico, Paraisópolis (SP) ameniza pandemia

A campanha quer agora atrair mais doadores para arrecadar recursos que serão destinados à compra de testes.

Últimas