Coronavírus

São Paulo SP vacina profissionais de saúde e aguarda China para cumprir plano

SP vacina profissionais de saúde e aguarda China para cumprir plano

Cronograma de vacinação pode mudar se governo chinês não liberar matéria-prima a tempo. Prefeituras recebem doses hoje

  • São Paulo | Do R7

Vacinação de profissionais de saúde em São Paulo

Vacinação de profissionais de saúde em São Paulo

Fernando Bizerra Jr/EFE - 18.01.2021

O estado de São Paulo começa nesta terça-feira (18) a distribuir vacinas às prefeituras, enquanto mantém a vacinação de profissionais de saúde iniciada no domingo (17) e espera autorização do governo chinês para a exportação da matéria-prima da vacina CoronaVac, que vai garantir novas doses não só ao estado, mas a todo o país. 

O cronograma de vacinação do estado depende que a matéria-prima chegue ainda no mês de janeiro, de acordo com o diretor-presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. Além das cerca de 6 milhões de doses já disponibilizadas a todo o país, há outras 4 milhões prontas e 800 milhões que devem terminar de ser produzidas até quarta-feira (20).

O uso destas 4,8 milhões de doses depende de uma nova autorização de uso emergencial da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), já recebida pelo órgão. Segundo Covas, a liberação contemplará também a produção das outras vacinas que serão produzidas a partir da chegada da matéria-prima aguardada.

No domingo, a aplicação das vacinas começou logo após a liberação. A primeira pessoa imunizada foi Mônica Calazans, enfermeira da UTI do hospital Emílio Ribas. Também foi vacinada a primeira pessoa indígena. Outras 110 pessoas foram baseadas ainda no domingo. Nesta segunda, houve a primeira imunização no interior, da técnica de enfermagem Liane Santana Mascarenhas Tinoco, de 48 anos, do HC da Unicamp, em Campinas.

Últimas