São Paulo SP vai acolher 400 moradores de rua em estação do metrô no frio

SP vai acolher 400 moradores de rua em estação do metrô no frio

Abrigo vai oferecer alimento, água, colchões, cobertores e banheiros. Serão abertas 2 mil vagas em alojamentos provisórios

Governo e prefeitura de SP fazem acolhimento emergencial para moradores de rua

Governo e prefeitura de SP fazem acolhimento emergencial para moradores de rua

Reprodução/Pexels

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (28) um programa de acolhimento emergencial para 400 pessoas em situação de rua na estação Pedro II, da Linha 3 Vermelha do Metrô, próxima a praça da Sé. A medida busca dar proteção social a moradores de rua durante período de frente fria no sudeste.

“Teremos o programa Noites Solidárias para permitir que as pessoas em situação de rua possam ser acolhidas, alimentadas e protegidas para suportar o frio diante de uma situação tão triste que já vivem”, afirmou Doria.

Até 31 de julho, o abrigo na estação do metrô, exclusivamente masculino, vai disponibilizar alimentação, água potável, colchões, cobertores e 20 banheiros químicos entre 20h e 8h. A segurança da região e dentro da estação estará reforçada pela Secretaria de Segurança Pública e pela Guarda Civil Metropolitana.

A campanha Inverno Solidário vai entregar 83 mil cobertores térmicos, 2,3 mil agasalhos e 23 mil pares de meias a munícipios paulistas. Também serão abertas duas mil vagas de alojamento provisório à população em situação de rua em 134 cidades do Estado, em um investimento de R$ 3,7 milhões.

Para garantir a segurança alimentar da população em maior vulnerabilidade, restaurantes Bom Prato irão servir três mil sopas por noite, gratuitamente, até o fim de agosto. As unidades são do Brás, São Mateus, Perus, Capão Redondo e Santana, na Capital, e nos municípios de São José dos Campos, Taubaté, Ferraz de Vasconcelos, Taboão da Serra e Itapevi. A medida da gratuidade para a população em situação de rua está prorrogada também até o final do mês.

As ações do programa Noites Solidárias envolvem as Secretarias de Desenvolvimento Social, Logística e Transportes, Segurança Pública, Fundo Social de São Paulo, Defesa Civil, Sabesp e o Exército Brasileiro.

Últimas