Coronavírus

São Paulo SP vai usar scanner itinerante para identificar variantes do coronavírus

SP vai usar scanner itinerante para identificar variantes do coronavírus

Tecnologia vai para o interior do estado e pode fazer até 300 análises por dia, com resultado no mesmo dia e local de coleta

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Governo de SP e Butantan entregam scanner que identifica variantes do coronavírus

Governo de SP e Butantan entregam scanner que identifica variantes do coronavírus

Divulgação / Governo de SP

O governo de São Paulo, em parceria com o Instituto Butantan, entregou um container com tecnologia para a identificação de variantes do novo coronavírus. O governador João Doria (PSDB) anunciou a operacionalidade do scanner na manhã desta quarta-feira (4).

Segundo o governador, o container é parte de uma estratégia que envolve a realização de testes, onde as amostras são genotipadas para a identificação de variantes.

A tecnologia, única no Brasil e na América Latina, pode fazer até 300 análises por dia, com o resultado sendo conhecido no mesmo dia e local de coleta.

O scanner vai ficar de modo itinerante no interior de São Paulo. A primeira cidade de parada do projeto será em Aparecida, onde o Instituto Butantan e a USP (Universidade de São Paulo) pretendem entender a distribuição do vírus por se tratar de uma região com alto fluxo rodoviário.

Na sequência, o container deve se deslocar até a Baixada Santista devido à chegada de navios com pessoas infectadas no Porto de Santos.

De acordo com o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, o estado possui ao menos 53 casos confirmados com a variante Delta. Dos casos, todos foram identificados como autóctones, ou seja, infectados dentro do estado.

Últimas