Suspeito de ataque em Botucatu morre após troca de tiros com a PM

Diversos criminosos fizeram ataques a agências bancárias no município de Botucatu, no interior de São Paulo, na madrugada desta quinta (30)

Caso ocorreu na madrugada desta quinta-feira (30)

Caso ocorreu na madrugada desta quinta-feira (30)

Reprodução

Um dos suspeitos de participar da quadrilha que atacou agências bancárias na madrugada desta quinta-feira (30), em Botucatu, no interior de São Paulo, morreu após ser baleado durante troca de tiros com policiais militares.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas da cidade, para onde o corpo do homem foi encaminhado e o óbito foi constatado.

No local, dois policiais também foram atingidos, um na perna e outro no braço. Ambos foram socorridos ao hospital da Unesp (Universidade Estadual Paulista) e passam bem.

O caso

Cerca de 30 criminosos fizeram ataques a agências bancárias no município de Botucatu, no interior de São Paulo, durante a madrugada desta quinta-feira (30).

De acordo com informações iniciais, criminosos fortemente armados atacaram o Batalhão de Polícia Militar do município para dificultar a saída dos policiais.

Ao mesmo tempo, outros bandidos da mesma quadrilha fecharam diversas estradas que dão acesso a cidades vizinhas para que o apoio de forças policiais fosse dificultado. Com os obstáculos às forças policiais, os criminosos iniciaram ataques em, ao menos, cinco agências bancárias localizadas no centro da cidade. Moradores relataram ter ouvido barulhos de tiros.

A cidade segue sob toque de recolher dado pela Prefeitura de Botucatu, já que as diligências para encontrar os criminosos permanecem.

Ainda não há confirmação sobre a motivação dos ataques, mas um dos possíveis motivos seria por retaliação pela incineração de cerca de 600 quilos de drogas coordenada pela Delegacia Seccional de Polícia de Botucatu durante esta quarta-feira (29).