São Paulo Suspeito de matar esposa diz que ela se jogou na frente de atirador

Suspeito de matar esposa diz que ela se jogou na frente de atirador

Homem diz que mulher levou tiro ao tentar salvá-lo, mas família da vítima desconfia da versão após ele faltar ao velório e ao enterro no interior de SP 

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Segundo a versão do marido, Ingrid, de 18 anos, evitou a morte dele

Segundo a versão do marido, Ingrid, de 18 anos, evitou a morte dele

Reprodução/Record TV

A polícia investiga se um homem de 24 anos é responsável pelo assassinato da esposa, uma mulher de 18, morta na porta de casa na cidade de Iperó, no interior de São Paulo. Ele alegou à polícia que a vítima morreu tentando protegê-lo ao se colocou à frente dele e tomar um tiro. As informações são do Cidade Alerta.

Foi o próprio marido quem socorreu a vítima ao hospital e foi à delegacia registrar o boletim de ocorrência.

Ao relatar os fatos, o jovem disse que era o alvo de uma emboscada feita por dois homens de moto. Ao perceber que o companheiro estava em perigo, a vítima teria se colocado na frente do marido como escudo e acabou baleada.

A família da jovem, no entanto, contesta a versão e acredita que a mulher, mãe de duas crianças, foi vítima do próprio marido. A família afirma que ela vivia em um relacionamento abusivo, cercado de medo. Ela chegou a pedir socorro, em uma das brigas e se escondeu por dois dias na casa da mãe. Com medo de represálias, cedeu às ameaças do companheiro.

As alegações da família ganharam forma após a ausência do marido no velório e no enterro da esposa. O suspeito tem passagem pela Justiça.

Últimas