São Paulo Suspeito de participar de morte de vendedor em boate se entrega à polícia

Suspeito de participar de morte de vendedor em boate se entrega à polícia

Ewerton Leandro de Castro Nogueira, de 25 anos, foi encontrado morto em uma vala

Suspeito de participar de morte de vendedor em boate se entrega à polícia

Um dos suspeitos de envolvimento na morte de Ewerton Leandro de Castro Nogueira, de 25 anos, se apresentou nesta quinta-feira (12) ao 21º Distrito Policial. Nogueira foi encontrado morto em uma vala há cerca de 20 dias após discutir com um grupo de rapazes em uma boate na Vila Matilde, zona leste da capital.

Segundo o investigador de plantão do distrito policial, o suspeito de entregou por conta própria e durante a tarde prestou depoimento ao delegado. Ainda de acordo com a polícia, ele deve ser transferido ao 77º DP, onde ficará preso na carceragem.

Ao todo, cinco suspeitos foram identificados pela polícia. Um deles, que responde o crime em liberdade, chegou a ficar preso, mas foi solto após a Justiça não aceitar o pedido de prorrogação da prisão temporária. 

Testemunhas dizem que jovem morto em balada foi levado por seguranças para "quartinho"

Pai diz que filho foi espancado por seguranças de balada e jogado em vala

A vítima foi encontrada desacordada, na madrugada do dia 24 de novembro, após suposta briga dentro da casa noturna Vitrine Show, na zona leste de São Paulo. Nogueira chegou a ser socorrido e levado ao Hospital do Tatuapé, mas não resistiu.

As imagens do circuito de segurança do estabelecimento mostram o vendedor sendo perseguido e agredido. No vídeo, é possível ver o momento em que um grupo de seguranças arrasta a vítima para fora do local. Logo após, outra câmera registra o início da agressão. Apesar das imagens, o advogado da casa noturna nega qualquer envolvimento dos seguranças com a morte do jovem.

Leia mais notícias sobre São Paulo

Assista ao vídeo: