Coronavírus

São Paulo Taboão da Serra (SP) retoma aulas presenciais na rede municipal

Taboão da Serra (SP) retoma aulas presenciais na rede municipal

Unidades funcionam ainda com 30% da capacidade de alunos. Já as creches podem receber metade das crianças matriculadas

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Taboão da Serra, na Grande SP, retoma nesta segunda (27) aulas presenciais na rede municipal

Taboão da Serra, na Grande SP, retoma nesta segunda (27) aulas presenciais na rede municipal

Daniel Guimarães/EducaçãoSP/Divulgação

As aulas presenciais nas escolas da rede municipal de ensino da Prefeitura de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, foram retomadas nesta segunda-feira (27). O retorno às salas de aula será gradual, facultativo e segue todos os protocolos sanitários de prevenção à covid-19.

Os pais e responsáveis por alunos foram avisados e orientados pelas escolas sobre o retorno seguro. Segundo a prefeitura, a retomada das aulas presenciais se dá dias após os professores e demais profissionais da Educação receberem a segunda dose do imunizante contra a covid-19.

As aulas presenciais nas escolas municipais de Taboão da Serra estavam suspensas desde 23 de março de 2020, período em que o estado iniciou as recomendações e medidas para combate ao novo coronavírus.

A secretária municipal de Educação, Dirce Takano, ressaltou que o retorno será acompanhado: "O Comitê de Combate à Covid-19 acompanhará de perto a volta das aulas presenciais. A equipe continuará verificando a situação da doença no município e se haverá o surgimento de casos de covid-19 na comunidade escolar. A partir desta avaliação, será definido se é possível avançar para as próximas fases e ampliar o número de alunos atendidos pelas escolas".

Na primeira fase, são recebidos 30% dos alunos por dia. "As creches municipais com atendimento de período integral funcionam com capacidade diária de 50% dos alunos. Todas as crianças serão divididas em grupos e a própria escola comunicará as famílias qual o dia da semana ela deverá vir a escola e a qual grupo a criança pertence", disse a secretária de Educação.

A prefeitura também garantiu até dezembro o cartão Merenda na Mesa, benefício concedido a 28.500 alunos. O crédito é de R$ 70 por mês para compra de alimentos. A ideia é também beneficiar a economia local com a injeção de R$ 1,9 milhão mensais. Até o final do ano, serão mais de R$ 17 milhões.

Últimas