Novo Coronavírus

São Paulo Taxa de isolamento social cai para 46% no estado de São Paulo

Taxa de isolamento social cai para 46% no estado de São Paulo

Mínimo esperado é de 55% e o ideal seria de 70%. Baixa adesão, associada ao aumento do número de casos e mortes provocou prorrogação da quarentena

Trânsito de veículos, bicicletas e pessoas no entorno do parque do Ibirapuera

Trânsito de veículos, bicicletas e pessoas no entorno do parque do Ibirapuera

TABA BENEDICTO ESTADÃO CONTEÚDO - 09.05.2020

A taxa de isolamento social no estado de São Paulo caiu para 46% na sexta-feira (8), de acordo com dados do SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente) divulgado neste sábado (9). A taxa considerada mínima pelo governo é de 55%, considerando a capacidade do sistema de saúde para receber pacientes com covid-19. O ideal seria atingir 70% de adesão ao isolamento.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Na sexta-feira, o governador João Doria anunciou a prorrogação da quarentena em todo o estado até o dia 31 de maio. A expectativa era que a medida começasse a ser flexibilizada no dia 11, mas por conta do aumento no número de mortes e de casos confirmados e também pela baixa taxa de isolamento, mudaram os planos para enfrentar o novo coronavírus

A quarentena só deve ser flexibilizada quando houve redução sustentada do número de casos por 14 dias e uma taxa de ocupação de leitos de UTI inferior a 60%. Os dois indicadores dependem de uma taxa de isolamento mínima de 55%, de acordo com o diretor do coordenador dos testes de covid-19 no estado, Dimas Covas. 

Em todo o estado, há 41.830 casos confirmados e 3.416 mortes. Na capital, são 107.441 casos suspeitos, 27.414 confirmados e 2.242 mortes

Na Grande São Paulo, que é o epicentro da epidemia, quase 90% dos leitos de UTIs públicos estão ocupados. Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde, divulgados na quinta-feira (7), o índice de ocupação de 89,6% na região metropolitana.

Pelo ritmo de avanço do coronavírus em direção ao interior de São Paulo, o Centro de Contingência do governo estima que até o fim do mês, todas as 645 cidades registrem casos de covid-19.

Últimas