São Paulo TCE: Cidades de SP têm queda de 19% de arrecadação no 1º semestre

TCE: Cidades de SP têm queda de 19% de arrecadação no 1º semestre

De acordo com levantamento, cerca de 83% dos municípios não elaboraram planos de contingência de orçamento para a pandemia do coronavírus

  • São Paulo | Do R7

Municípios deixaram de receber mais de R$ 13 bilhões em seus cofres

Municípios deixaram de receber mais de R$ 13 bilhões em seus cofres

Reprodução TCE-SP

Os municípios do interior, do litoral e da região metropolitana de São Paulo deixaram de receber mais de R$ 13 bilhões em seus cofres, segundo levantamento do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo).

O valor representa 19,1% dos recursos que os gestores esperavam como arrecadação para o primeiro semestre deste ano.

Nos seis primeiros meses, com exceção à capital paulista, as cidades paulistas tiveram uma arrecadação total de R$ 59,4 bilhões. O número estimado inicialmente para este período era de R$ 72,4 bilhões.

Cerca de 96% das prefeituras disseram possuir reservas de contingência previstas para o ano, num total de R$ 706 milhões. Ainda assim, quase 66% das gestões municipais declararam que não realizaram medidas de contingenciamento de gastos diante da queda de arrecadação.

Ainda de acordo com o levantamento do TCE, cerca de 83% dos municípios não elaboraram qualquer plano de contingência de orçamento com a situação de pandemia do novo coronavírus.

Veja também: Cachorro interrompe reunião do Tribunal de Contas de São Paulo

Dos municípios fiscalizados, 34,7% afirmaram ter feito uso da reserva de contingência para este período, no total de R$ 178,2 milhões, sendo R$ 54 milhões destinados exclusivamente ao enfrentamento da pandemia.

Últimas