São Paulo Tenente da PM é morto na frente da namorada em Itaquaquecetuba

Tenente da PM é morto na frente da namorada em Itaquaquecetuba

Felipe Murakami Silva, de 29 anos, teve o carro de luxo roubado e reagiu ao assalto. Namorada conseguiu fugir e pedir ajuda 

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

A Polícia Civil investiga a morte do tenente da Polícia Militar, Felipe Murakami Silva, de 29 anos. Ele foi baleado na cabeça na noite desta segunda-feira (4), no Jardim Campo Limpo, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo.

Uma equipe da PM foi acionada para atender ocorrência de latrocínio. A namorada do PM, de 37 anos, contou que o casal foi abordado por três homens, que anunciaram o roubo. Eles estavam em um carro de luxo, que pertencia ao tenente, que estava de folga.

O policial reagiu e houve luta corporal. Mas ele foi atingido por um disparo na cabeça. A mulher também foi ferida com coronhadas, mas conseguiu fugir pela mata e pedir ajuda. Eles estavam em um local ermo, na área rural do município.

Felipe Murakami foi baleado na cabeça ao reagir em assalto

Felipe Murakami foi baleado na cabeça ao reagir em assalto

Reprodução / Record TV

O tenente foi socorrido a um hospital na região, mas não resistiu.

O veículo, um Audi preto, foi abandonado logo após o crime e apreendido para perícia. A arma do militar foi levada pelos criminosos.

Nas redes sociais, colegas da corporação lamentaram a morte do tenente. "Amigo pessoal, amigo da tropa, que foi covardemente executado, sem condições de defesa", escreveu um amigo. 

Em outra postagem, o tenente aparece tocando guitarra, que era sua outra paixão. Felipe Murakami era separado e deixa um filho.

O caso foi registrado como latrocínio pela Delegacia de Itaquaquecetuba, mas será investigado pelo Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes.

Não há pistas dos suspeitos, mas a polícia não descarta outras hipóteses para o crime. Entre elas um sequestro que terminou mal, uma vez que os suspeitos descobriram que a vítima era um policial, ou até execução, o que indica que o tenente seria o alvo da ação. Isto porque o carro dele, que era de luxo, não foi levado e a namorada não foi baleada. 

Últimas