São Paulo TJ-SP condena homem a 12 anos de prisão por atropelar e matar criança de 4 anos na zona sul de SP

TJ-SP condena homem a 12 anos de prisão por atropelar e matar criança de 4 anos na zona sul de SP

Em 2020, William Volpe, de 26 anos, fugiu sem prestar socorro à vítima. Kayque Pietro Ferreira da Silva foi prensado contra parede

  • São Paulo | Laura Lourenço, da Agência Record

TJ-SP condena homem a 12 anos de prisão por atropelar e matar criança de 4 anos

TJ-SP condena homem a 12 anos de prisão por atropelar e matar criança de 4 anos

Reprodução Record TV

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou a 12 anos de prisão o réu William Volpe, de 26 anos, acusado de atropelar e matar Kayque Pietro Ferreira da Silva, de 4 anos, em janeiro de 2020, em frente à borracharia do pai da criança.

De acordo com a sentença proferida pelo juiz Ricardo Augusto Ramos, do 1º Tribunal do Júri de São Paulo, Volpe foi condenado por homicídio e responderá pelo crime com 12 anos, oito meses e 13 dias de reclusão em regime fechado, inicialmente.

O documento afirma que o reú cometeu diversas ilegalidades, entre elas não possuir habilitação e já ter dirigido "em outras ocasiões após ter consumido substância psicoativa, revelando sua reprovável conduta social".

Além disso, Volpe não poderá responder em liberdade "por estarem presentes os requisitos legais da prisão cautelar, nos termos dos artigos 312 e 313, ambos do Código de Processo Penal, sendo necessária para a garantia da ordem pública e para a aplicação da lei penal, até porque o réu estava em livramento condicional quando dos fatos".

O caso

Kayque morreu após ser atingido por um carro, por volta de 1h, na rua Zike Tuma, no Campo Grande, zona sul da capital. Outras três pessoas ficaram feridas.

Policiais militares faziam patrulhamento de rotina quando se depararam com uma borracharia em que havia ocorrido um atropelamento.

No local, foram informados pelo pai da vítima que ocorria uma festa de aniversário de uma amiga da esposa no endereço. Participavam seis adultos e duas crianças.

Em determinado momento, um Volkswagen Gol prata invadiu o estabelecimento e atropelou Kayque, que foi prensado contra uma parede, além de Emanuelly Ferreira Barbosa, de 3 anos.

O motorista fugiu sem prestar socorro. O resgate foi acionado e constatou o óbito da criança no local. As demais vítimas foram levadas para o Hospital Geral de Pedreira. 

O caso foi registrado pelo 98º DP, no Jardim Miriam, como homicídio culposo na direção de veículo automotor, lesão corporal culposa e fuga do local do acidente.

Últimas