Coronavírus

São Paulo Unidades de saúde de SP têm funcionamento especial no feriado

Unidades de saúde de SP têm funcionamento especial no feriado

Ficam fechadas nesta sexta as Unidades Básicas de Saúde (UBS), as AMAs Especialidades e os Hospitais Dia, assim como Centros de Atenção Psicossocial

No feriado, as UBSs ficam fechadas durante toda a sexta-feira

No feriado, as UBSs ficam fechadas durante toda a sexta-feira

Divulgação / Prefeitura

Os hospitais, prontos-socorros, Assistências Médicas Ambulatoriais (AMA) 24h e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) funcionam o dia todo, de forma ininterrupta, mesmo nesta sexta-feira (10), que é feriado. A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo considera a nova rotina de atendimento nos ambulatórios hospitalares e na rede de atenção básica por causa da pandemia de coronavírus.

As AMAs, que tiveram aumento de assistência e ampliação de horário para o enfrentamento à covid-19, estão abertas no feriado apenas para pronto atendimento, das 7h às 22h. Já as unidades Vila Clara, Jardim Paulistano, Laranjeiras, Itapema, Parada IV de Novembro, Cidade Líder I e Jardim Capela só ficam abertas até às 19h desta sexta.

Leia mais: Hospital de campanha do Pacaembu tem 33 leitos ocupados por covid-19

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS III) que atendem 24h não estão abertos ao público e funcionam apenas com demandas internas.

Ficam fechadas também as Unidades Básicas de Saúde (UBS), os Ambulatórios de Especialidades (AE) e a Rede Municipal Especializada (RME) em doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)/Aids.

As AMA Especialidades e os Hospitais Dia, que abrem de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h, fecham na sexta-feira (10).

Veja também: Cloroquina será usada contra covid-19 na rede municipal de São Paulo

Hospitais veterinários

Os hospitais veterinários das zonas norte e leste fecham nesta sexta. Na segunda-feira (13), o atendimento retorna com base nas medidas adotadas para reduzir as aglomerações e diminuir a cadeia de transmissão do novo coronavírus por meio do distanciamento social. 

Com isso, o atendimento será voltado apenas às urgências e emergências e haverá limitação de acesso de apenas uma pessoa por animal.

Últimas