São Paulo Usuário ainda paga mais caro em integração do Vale Transporte em SP

Usuário ainda paga mais caro em integração do Vale Transporte em SP

Decisão da Justiça reduziu o valor da integração do Bilhete Único do Vale Transporte e aumentou o número de viagens, antes reduzido pela Prefeitura 

Prefeitura alterou regras do Bilhete Único para Vale Transporte em fevereiro

Prefeitura alterou regras do Bilhete Único para Vale Transporte em fevereiro

Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

Apesar da Justiça ter suspendido mudanças feitas pela Prefeitura de São Paulo no Bilhete único na modalidade Vale Transporte implentadas em fevereiro, alguns usuários ainda estão pagando o valor previsto na mudança e tendo o número de passagens limitados pela regra definida pela prefeitura e derrubada pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

Leia mais: Justiça barra decisão de reduzir embarques com vale-transporte

O valor estipulado pela Prefeitura era maior, R$ 4,57, sete centavos maior que o valor da passagem normal e, o número de integração limitado a dois embarques.

Com a decisão da Justiça, o usuário do Bilhete Único do Vale Transporte volta ao valor de R$4,50 e fica assegurado até três embarques.

A prefeitura, entretanto, afirma que acata a decisão da Justiça, que vai recorrer e alerta que, "há necessidade de um prazo de cerca de dez dias a partir da notificação, que ocorreu no último dia 30/05, para que todos os validadores dos quase 15 mil ônibus do sistema municipal sejam recodificados".

A Prefeitura de São Paulo alega ainda que "a decisão representa um gasto adicional de R$ 650 milhões por ano à Prefeitura de São Paulo por subsidiar uma obrigação que cabe ao empregador de custear a passagem dos funcionários".