Coronavírus

São Paulo Variante Delta circula pela cidade de São Paulo, afirma prefeitura

Variante Delta circula pela cidade de São Paulo, afirma prefeitura

Transmissão comunitária foi identificada após impossibilidade de detectar origem de infecção em homem de 45 anos

Prefeitura não identificou origem do caso de variante Delta em SP

Prefeitura não identificou origem do caso de variante Delta em SP

Portal Correio

A transmissão comunitária da variante Delta do novo coronavírus é considerada como uma possibilidade na cidade de São Paulo, informou a SMS (Secretaria Municipal da Saúde) nesta quarta-feira (14).

O anúncio ocorreu após uma investigação epidemiológica não conseguir identificar a origem da infecção do paciente de 45 anos que testou positivo para a variante na capital. 

Ele começou a apresentar sintomas de covid-19 em 19 de junho, sem ter histórico de viagens ou de contato com viajantes. Foram identificados casos secundários do mesmo núcleo familiar.

Todos os casos relacionados se manifestaram de forma leve, sem necessidade de internação. Os locais de trabalho e outros contatos próximos do paciente também foram investigados.

O monitoramento das variantes na cidade de São Paulo é realizado por meio de cálculo amostral, por semana epidemiológica, com cerca de 250 amostras semanais que seguem para análise do laboratório do Instituto Butantan, onde é realizado o sequenciamento genético.

Além dessa ação de monitoramento, a SMS também fechou acordo de estudo de variantes (cerca de 300 amostras) com o Instituto de Medicina Tropical de São Paulo e com o Instituto Adolfo Lutz, que fazem a vigilância com o objetivo de identificar quais cepas circulam pela cidade.

Últimas