Novo Coronavírus

São Paulo Veja o que muda com a nova fase de transição do Plano São Paulo

Veja o que muda com a nova fase de transição do Plano São Paulo

Com mudanças, comércios e serviços não essenciais poderão atender presencialmente das 6h às 20h, com 25% da capacidade

  • São Paulo | Do R7

Em fase de transição, cidade de São Paulo colocou bancos de madeira no Minhocão

Em fase de transição, cidade de São Paulo colocou bancos de madeira no Minhocão

Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo – 1º.05.2021

Começaram a valer no último sábado (1º) as novas regras da fase de transição do Plano São Paulo, que flexibiliza a economia no Estado. A prorrogação da atual fase de transição, que vai até o próximo dia 9, foi anunciada na última quarta-feira (28), pelo governo paulista, que também divulgou os novos horários pemitidos para setores como comércios e serviços.

Com a prorrogação da fase de transição e novos horários, as atividades comerciais poderão das 6h às 20h, com 25% da capacidade e protocolos sanitários. Situação semelhante com os restaurantes e lanchonetes, que poderão ter consumo no local, das 6h às 20h, também respeitando o limite de 25% da capacidade e protocolos sanitários.

Divulgação Governo de São Paulo

Salões de beleza, atividades culturais e academias também tiveram o horário ampliado (das 6h às 20h), e deverão seguir o mesmo limite de 25% da capacidade, respeitando os protocolos sanitários.

Os parques estaduais e municipais seguem as mesmas regras que está desde o início da fase de transição, com funcionamento das 6h às 18h. Os cultos e atividades religiosas não sofreram alterações, segue com as restrições de 25% da capacidade e cuidados sanitários (uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento).

As mudanças acontecem porque o governo de São Paulo avaliou que, com a melhora dos indicadores de casos, internações e óbitos, é possível estender o horário de funcionamento dos alguns setores.

Últimas