São Paulo Vereadores aprovam proibição de canudos na cidade de São Paulo

Vereadores aprovam proibição de canudos na cidade de São Paulo

Texto da lei segue para sanção do prefeito Bruno Covas, Quem desrespeitar a lei poderá ser multado em até R$ 8 mil e até ter o estabelecimento fechado

Canudos feitos de materiais alternativos poderão ser distribuídos

Canudos feitos de materiais alternativos poderão ser distribuídos

Reprodução/Record TV

Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (17) um projeto de lei para proibir o fornecimento de canudos na capital paulista.  Com a aprovação, o texto segue para análise do Prefeito Bruno Covas, e, se aprovado, prevê multa de até R$ 8 mil para quem descumprir a medida.

A lei, se sancionada pelo prefeito, restringe a utilização de canudos em hotéis, restaurantes, bares, padarias, estabelecimentos comerciais como um todo, clubes noturnos, salões de dança e em eventos musicais.

No lugar dos canudos de plástico, poderão ser fornecidos "canudos em papel reciclável, material comestível, ou biodegradável, embalados individualmente em envelopes hermeticamente fechados feitos do mesmo material", diz o texto.

Em caso de descumprimento, está previsto que primeiramente os estabelecimentos serão advertidos, em caso de reincidência, será aplicado uma multa de R$ 1 mil. Caso o local ainda seja flagrado distribuindo canudos de plástico, a multa dobra de valor até o limite de R$ 8 mil.

Se o local superar seis autuações, que atingiriam o limite proposto na lei, a Prefeitura poderá fazer o fechamento administrativo do estabelecimento comercial.