São Paulo Vídeo mostra PMs agredindo jovem com ‘mata-leão’ em Diadema (SP)

Vídeo mostra PMs agredindo jovem com ‘mata-leão’ em Diadema (SP)

Golpe é proibido em abordagens policiais pelo governo do estado desde julho deste ano. Imagens forma obtidas com exclusividade pelo JR

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

PM dá mata-leão em jovem

PM dá mata-leão em jovem

Reprodução/Record TV

Um vídeo obtido com exclusividade pelo Jornal da Record mostra um jovem sendo agredido por policiais militares em Diadema, na Grande São Paulo, na segunda-feira (7).

As imagens mostram que, para imobilizar e algemar Marcus Vinícius Alves, de 20 anos, um policial aplica um golpe conhecido como "mata-leão"no jovem, enquanto o outro PM agarra o jovem pelas costas. Ele fica imobilizado por pelo menos 20 segundos.

Veja também: Vídeo mostra agressões de PMs em baile funk em Osasco (SP)

O golpe, no entanto, é proibido em abordagens policiais pelo governo do estado desde julho, depois de uma série de denúncias de violência durante abordagens policiais.

Na versão dos policiais, Marcus estaria conduzindo a moto de forma imprudente e sem carteira de habilitação. Ao ser informado que teria a motocicleta apreendida, o rapaz, segundo os guardas, passou a desacatá-los e ainda partiu pra cima deles.

"Eles mandaram eu parar a moto e eu parei. Assim que eles mandaram parar, me deram multa por fazer manobra perigosa, sendo que eu não fiz nenhuma manobra perigosa. Me deram multa falando que os meus pneus estão carecas, Os meus pneus estão novos’, relata o rapaz. Marcus tem 20 anos, é funileiro e nunca havia entrado numa delegacia.

O jovem conta que pretendia juntar dinheiro para tirar a habilitação. No feriado, quis levar a namorada pra casa. Ela aparece nas imagens tentando defendê-lo. "Prenderam ele pelo nariz, tentaram desmaiar ele. Foi aí que eu comecei a gritar: ‘socorro, socorro’", diz Tamara Cunha, namorada do jovem. Ferido na boca e no braço, Marcus precisou de atendimento médico. Depois de prestar depoimento, acabou liberado pela Polícia Civil.

Marcus voltou à delegacia nesta quarta-feira (9). Desta vez, na condição de vítima. Ele quer processar criminalmente os dois policiais militares que o abordaram. As imagens registradas vão servir como prova das agressões. “A minha tristeza maior é ver esse vídeo e ver o policial enforcando ele, machucando ele e eu nunca pus a mão nele. Essa é a minha indignação", desabafa a mãe Celia Lucas de Oliveira.

Para recuperar a moto, comprada há menos de um ano, Mmarcus terá que pagar R$ 5 mil em multas. Ao todo, foram quatro: por conduzir sem habilitação, estar com a viseira aberta, fazer manobra perigosa e andar com o pneu dianteiro careca.Ele admite que errou ao sair sem habilitação, mas denuncia o modo como foi tratado pelos policiais. "Eu pensei que ia morrer, estava me enforcando muito aqui no meu pescoço”, afirma o jovem. “Eu sou trabalhador, gente de bem."

A Secretaria da Segurança Pública disse que instaurou inquérito policial e que vai analisar as imagens do caso.

Últimas