Bahia e Ceará têm compra de respiradores retida nos EUA

Os 600 respiradores artificiais no valor de R$ 43 milhões chegariam à Bahia e ao Ceará na próxima semana, para ajudar no tratamento de pacientes com a covid-19 em estado mais grave. Mas a empresa que forneceria os equipamentos cancelou a encomenda. A remessa ficou retida em Miami, nos EUA, onde o voo faria uma conexão antes de chegar ao Brasil. A empresa chinesa alegou apenas razões técnicas para o cancelamento do contrato.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.