São Paulo Justiça pede prisão do goleiro Bruno por não pagar pensão alimentícia

Justiça pede prisão do goleiro Bruno por não pagar pensão alimentícia

Atleta assinou contrato com novo clube há pouco tempo

A Justiça do Mato Grosso do Sul determinou a prisão do goleiro Bruno, suspeito de ter ordenado a morte da ex-companheira, Eliza Samudio, em 2010. A acusação é de que ele não estaria pagando pensão alimentícia do filho que teve com a modelo na época em que estavam juntos. O atleta vive atualmente em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, e pode ser detido a qualquer momento.

Últimas