'Vou viver minha infância agora', diz menina de 11 anos após sequestro

Emily Belo acreditava que homem que a raptou após se conhecerem pela internet era mais jovem. Suspeito já foi identificado e reconhecido pela polícia

Menina sequestrada passa bem e está acompanhada de sua família

Menina sequestrada passa bem e está acompanhada de sua família

Reprodução/ Record TV

Após sair ilesa de um sequestro, a menina Emily Belo, de 11 anos, relembrou de alguns detalhes do período em que foi mantida em cárcere privado na cidade de Sumaré, interior de São Paulo por um homem que conheceu pela internet. 

Leia mais: Polícia de SP descobre identidade do suspeito de raptar Emily, de 11 anos

"Minha mensagem é para as crianças não se apressarem, para elas viverem a infância que elas têm por enquanto, porque todo mundo cresce uma vez. Vou viver minha infância agora", disse a garota à Record TV. Na entrevista, ela ainda relatou que acreditava que o homem era mais jovem e teria boa índole. 

O suspeito já foi identificado pela polícia. Ele tem 28 anos e levou a garota de moto na madrugada do dia 5 deste mês, onde manteve a criança presa por cinco dias. Este homem teria desistido de manter a criança em cárcere privado após a repercussão do caso na imprensa.

A vítima reconheceu as imagens do suspeito e do seu apartamento levantadas pela polícia, e confirmou que ficou por dias trancada em um quarto, sendo alimentada com biscoitos e água.

O apartamento onde a vítima foi mantida pertence a uma mulher que é irmã do único homem investigado pelo crime. Ela está fora do condominío há meses e não teria relação com o caso. Para acessar o prédio que fica no Jardim Santa Maria, é preciso ter a digital cadastrada.

Ao ser localizada na quinta-feira (9) em Americana, a garota se mostrou muito abalada e em estado de choque. Na primeira conversa com os pais, flagrada pela Record TV, ela não conseguiu responder com detalhes às perguntas sobre o que havia ocorrido ou como voltou para casa: "eu vim andando, fui vendo pelas placas".

A menina agora está na casa da mãe e recebe cuidados e atenção de toda a família.