Anvisa aprova novos testes para diagnóstico de covid-19 no Brasil 

Agência Nacional de Vigilância Sanitária anunciou o registrou de oito produtos nesta quinta-feira (30); País tem agora 59 produtos reconhecidos pelo órgão

Órgão federal estabelecer novos procedimentos

Órgão federal estabelecer novos procedimentos

Maxim Shemetov / Reuters - 24.4.2020

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou nesta quinta-feira (30) que aprovou oito novos testes para diagnóstico de covid-19. Com isso, o Brasil passa a contabilizar 59 testes registrados. 

De acordo com o órgão, os fabricantes seguiram todos os critérios estabelecidos pela RDC (Resolução da Diretoria Colegiada), documento que estabeleceu novos procedimentos para solicitação e registro de medicamentos e, ainda, produtos de diagnóstico diante da pandemia do novo coronavírus. 

Teste rápido em farmácias

Na terça-feira (28), a agência aprovou permissão para que farmácias possam aplicar os chamados ‘testes rápidos’ de covid-19. O produto, que não é tão eficiente quanto o RT-PCR, é considerado uma ferramenta de auxílio para verificar se o indivíduo já teve contato com o vírus. 

O teste é realizado em poucos minutos e, de acordo com o Ministério da Saúde, deve ser utilizado após o sétimo dia de sintomas da doença (se for realizado antes, a probabilidade de apresentar falso negativo é maior). 

"Resultados negativos não excluem infecção. Resultados positivos não devem ser usados como referência absoluta", disse o presidente substituto da Anvisa, Antonio Barra Torres.