Coronavírus

Saúde Anvisa autoriza ampliação do prazo da AstraZeneca vinda da Índia

Anvisa autoriza ampliação do prazo da AstraZeneca vinda da Índia

Covishield, vacina fabricada pelo Instituto Serum, na Índia, e importada pela Fiocruz, teve prazo estendido de 6 para 9 meses 

  • Saúde | Do R7

A vacina AstraZenca vinda da Índia teve o prazo estendido de 6 para 9 meses

A vacina AstraZenca vinda da Índia teve o prazo estendido de 6 para 9 meses

Reuters

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou nesta terça-feira (24) a ampliação do prazo de validade da vacina Covishield contra a covid-19. O imunizante da AstraZeneca foi fabricado pelo Instituto Serum, na Índia, e importado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Brasil. 

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinho, da Fiocruz, solicitou a ampliação do prazo da vacina de 6 para 9 meses, quando armazenada em temperatura entre 2°C e 8°C. 

A extensão do prazo também foi concedida pela OMS (Organização Mundial da Saúde), segundo a agência. "A aprovação pelo CDL [Central Drugs Laboratory, na Índia] foi baseada nos dados de estudos de estabilidade conduzidos com os lotes experimentais/clínicos de até 9 meses e com lotes comerciais de até 6 meses, apresentados pelo Serum Institute of India Pvt Ltd (SII). Esses dados permitiram concluir pela possibilidade de extensão do prazo de validade para até 9 meses", informou a Anvisa por meio de nota.

"A ampliação de prazo de validade de uma vacina contra à covid-19 é mais um reforço na batalha contra a pandemia", acrescentou. 

Últimas