Saúde Anvisa autoriza importação de vacina Sputnik para sete estados

Anvisa autoriza importação de vacina Sputnik para sete estados

Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Amapá, Paraíba e Goiás vão trazer ao Brasil 592 mil doses do imunizante russo

  • Saúde | Do R7

Sete estados foram autorizados a importar vacina russa

Sete estados foram autorizados a importar vacina russa

Ognen Teofilovski/Reuters - 06.05.2021

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou, na noite da última terça-feira (15), a importação excepcional da vacina anticovid russa Sputnik V pelos estados do Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Amapá, Paraíba e Goiás.

Assim como na permissão dada no dia 4 de junho, os sete estados vão poder trazer ao Brasil um número reduzido de doses, o equivalente a 1% da população. Com isso, a agência pretende fazer o monitoramento e conseguirá agira imediatamente se for necessário. 

Confira o quantitativo de doses autorizado por Estado: 

- Rio Grande do Norte - 71 mil doses

- Mato Grosso - 71 mil doses

- Rondônia - 36 mil doses

- Pará - 174 mil doses

- Amapá - 17 mil doses

- Paraíba - 81 mil doses

- Goiás - 142 mil doses

Esses imunizantes só poderão ser aplicados em indivíduos adultos saudáveis, que serão acompanhados periodicamente e a Anvisa tem de receber relatórios sobre a avaliação benefício-risco da vacina.

O órgão regulador pode, a qualquer momento, suspender a importação, distribuição e uso das vacinas importadas; a partir da análise dos vacinados. 

De acordo com estudo feiro na Rússia, a Sputnik V tem eficácia de 97,6% contra a covid-19 no "mundo real" de acordo com uma avaliação de dados de 3,8 milhões de pessoas, anunciaram o Instituto Gamaleya de Moscou e o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF). 

Últimas