Novo Coronavírus

Saúde AstraZeneca estudará combinação de sua vacina com a russa Sputnik V

AstraZeneca estudará combinação de sua vacina com a russa Sputnik V

Empresa britânica admite estar "claro" que, para superar a pandemia da covid-19, será preciso mais de uma vacina

  • Saúde | Da EFE

Sputnik V já está sendo aplicada em Moscou

Sputnik V já está sendo aplicada em Moscou

Maxim Shipenkov/EFE

A companhia farmacêutica britânica AstraZeneca divulgou nesta sexta-feira (11) que começará a pesquisar uma possível combinação da vacina que está produzindo contra o novo coronavírus com a russa Sputnik V, que já está sendo aplicada em Moscou, com o objetivo de aumentar a eficácia do imunizante.

A informação foi tornada pública em um comunicado da empresa publicado na internet.

"Ser capaz de combinar diferentes vacinas contra a covid-19 poderia ser útil para melhor proteção e/ou melhorar a acessibilidade", aponta a nota emitida pela AstraZeneca, que produz vacina em parceria com a universidade britânica de Oxford.

Segundo a companhia, o entendimento é de que há importância em explorar diferentes combinações para ajudar que os programas de imunização sejam mais flexíveis.

"Permitindo aos pesquisadores uma melhor escolha na hora de administrá-las, assim como melhorar a imunidade no longo prazo", aponta a AstraZeneca.

Na nota, a empresa admite estar "claro" que, para superar a pandemia da covid-19, será preciso mais de uma vacina. Além disso, indicou que o governo britânico anunciou recentemente que começará um teste clínico para combinar vacinas de DNA com as de tecnologia de RNA mensageiro.

Além disso, a AstraZeneca indicou que estuda como pode avaliar combinações diferentes vacinas, enquanto trabalha com parceiros da indústria, governo e instituições de pesquisa em todo o mundo, de acordo com nota.

"Poderia ajudar a desbloquear sinergias na proteção e melhorar a acessibilidade da vacina. Também poderia proporcionar um enfoque adicional na hora de ajudar a superar esse vírus mortal", afirma a companhia farmacêutica.

Últimas