Brasil acumula 72.833 mortes e 1.884.967 casos de covid-19 

País tem 1.154.837 pessoas recuperadas da doença sistêmica provocada pelo novo coronavírus. Saúde confirmou 733 óbitos e 20.286 infectados em 24h

Em São Paulo, Parque Ibirapuera fez círculos para marcar distanciamento social

Em São Paulo, Parque Ibirapuera fez círculos para marcar distanciamento social

Amanda Perobelli/Reuters

O Brasil contabilizou 733 mortes por covid-19, doença sistêmica provocada pelo novo coronavírus, nas últimas 24 horas. Com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, na noite desta segunda-feira (13), o País tem agora 72.833 vítimas fatais desde o início da pandemia. A taxa de letalidade, que é o percentual de óbitos entre os indivíduos doentes, é de 3,9%. 

De ontem para hoje, as secretarias estaduais de saúde também notificaram 20.286 novos casos da infecção. Pelas informações do governo federal, 1.884.967 foram diagnosticados em quase cinco meses de crise sanitária. De acordo com o mapa da Universidade Johns Hopkins, mais de 12,9 milhões pessoas já foram infectadas em todo o mundo. 

O País, no entanto, segue em primeiro lugar em número de recuperados. Do contingente total, segundo o balanço da pasta, 1.154.837 pessoas estão curadas da doença. Há ainda 657.297 em "acompanhamento", que são as ocorrências registradas nos últimos 14 dias e que não evoluíram para óbito.

SP registra queda de mortes por covid-19

São Paulo registrou a terceira semana consecutiva de queda do número de mortes por covid-19. Entre 5 e 11 de julho, foram 1.706 óbitos, ante 1.733 da semana anterior. A taxa de letalidade está em 4,8%. 

Ao todo, o estado acumula 374.607 casos confirmados e 17.907 óbitos. Permanecem internadas, com diagnóstico confirmado ou suspeita, 14.059 pessoas, sendo 5.666 em terapia intensiva.

Veja a situação em cada estado do Brasil

São Paulo: 374.607 casos (17.907 mortes)
Ceará: 137.206 casos (6.947 mortes)
Rio de Janeiro: 132.044 casos (11.474 mortes)
Pará: 126.509 casos (5.293 mortes)
Bahia: 106.891 casos (2.535 mortes)
Maranhão: 99.830 casos (2.501 mortes)
Amazonas: 84.412 casos (3.048 mortes)
Minas Gerais: 76.822 casos (1.615 mortes)
Pernambuco: 72.901 casos (5.652 mortes)
Distrito Federal: 72.284 casos (930 mortes)
Espírito Santo: 63.879 casos (2.040 mortes)
Paraíba: 61.108 casos (1.302 mortes)
Alagoas: 46.296 casos (1.297 mortes)
Santa Catarina: 43.815 casos (517 mortes)
Paraná: 43.582 casos (1.089 mortes)
Rio Grande do Norte: 39.800 casos (1.404 mortes)
Rio Grande do Sul: 39.656 casos (995 mortes)
Sergipe: 38.221 casos (1.012 mortes)
Goiás: 36.696 casos (852 mortes)
Piauí: 33.359 casos (960 mortes)
Amapá: 31.552 casos (478 mortes)
Mato Grosso: 28.792 casos (1.085 mortes)
Rondônia: 27.050 casos (647 mortes)
Roraima: 22.627 casos (397 mortes)
Acre: 16.260 casos (430 mortes)
Tocantins: 15.307 casos (259 mortes)
Mato Grosso do Sul: 13.461 casos (167 mortes)