Novo Coronavírus

Saúde Brasil contabiliza média móvel diária de 875 mortes por covid-19

Brasil contabiliza média móvel diária de 875 mortes por covid-19

No total são 120.896 mortes registradas e 3.862.116 pessoas contaminadas no país. Segundo o Ministério da Saúde, mais de 3 milhões estão recuperados

Agência Estado
Este é o menor número registrado desde o dia 21 de maio

Este é o menor número registrado desde o dia 21 de maio

Erbs Jr. /FramePhoto/Folhapress - 23.06.2020

A média móvel de novas mortes, que registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana, foi de 875 a cada 24 horas pelo novo coronavírus no Brasil. Este é o menor número registrado desde o dia 21 de maio, quando foi contabilizada uma média móvel de 870 óbitos.

Após levantamento realizado neste domingo (30), em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde, foram registrados nas últimas 24 horas 15.151 novos casos e 398 óbitos.

Veja também: Covid-19: Brasil tem 120.828 mortes e 3.862.311 casos da doença

No total são 120.896 mortes registradas e 3.862.116 pessoas contaminadas no Brasil. Segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde, deste domingo, são 3.031.559 pessoas recuperadas do coronavírus em todo o País e outros 709.924 casos ainda em acompanhamento.

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia. E se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

Neste domingo, o Ministério da Saúde informou que o Brasil contabilizou 16.158 novos casos e 566 óbitos nas últimas 24 horas. No total são 3.862.311 casos confirmados e 120.828 mortes por covid-19. Os números são diferentes dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Últimas