Brasil tem 61.884 mortes e 1.496.858 casos confirmados de covid-19 

Nas últimas 24h, segundo o Ministério da Saúde, foram notificados 1.252 óbitos e 48.105 infectados. Governo estima que mais de 826 mil estão recuperados 

Governo diz que capacidade de testagem foi ampliada em 869% no Brasil

Governo diz que capacidade de testagem foi ampliada em 869% no Brasil

Adriano Machado/Reuters

O Ministério da Saúde confirmou 1.252 mortes por covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, nas últimas 24 horas. Com os dados divulgados pela pasta, no início da noite desta quinta-feira (2), o Brasil tem agora 61.884 vítimas fatais desde o início da crise sanitária. A taxa de letalidade, que é o percentual de óbitos entre os indivíduos doentes, é de 4,2%.

Segundo a Universidade Johns Hopkins, referência mundial no monitoramento da pandemia, o País ainda ocupa o segundo lugar em número absoluto de mortes. Os Estados Unidos, com mais de 128 mil óbitos, lideram o ranking. A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que mais de 517 mil pessoas morreram em todo o mundo.

De ontem para hoje, de acordo com o balanço do governo federal, as secretarias estaduais e municipais de saúde notificaram 48.105 novos casos da infecção. Com isso, o contingente de diagnosticados com a doença foi para 1.496.858 —segundo maior entre as nações com registros do novo vírus. Do total, mais de 852 mil já estão recuperados.

O Ministério da Saúde calcula que 582.158 casos continuam ativos no Brasil. Além disso, há 3.931 óbitos em processo de investigação epidemiológica.