Casos de covid-19 já são maiores fora da China, origem da pandemia

São mais de 83 mil casos de coronavírus fora do país, que tem cerca de 81 mil registros, segundo a Organização Mundial da Saúde

Pessoas compram mantimentos em um mercado aberto em Atenas

Pessoas compram mantimentos em um mercado aberto em Atenas

EFE/EPA/PANTELIS

Já são mais de 83 mil os casos do novo coronavírus fora da China, número que pela primeira vez excede os registrados no país de origem da pandemia (atualmente cerca de 81 mil), de acordo com os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo o gráfico atualizado no site oficial da instituição, o total de casos globais chega a cerca de 165 mil e, depois da China, os países mais afetados são Itália (24,7 mil casos), Irã (13,9 mil), Coreia do Sul (8,1 mil) e Espanha (7,7 mil), embora as autoridades espanholas tenham acabado de anunciar que o número de infectados agora é de 8.744 pessoas e 297 mortes, o que o coloca à frente do país sul-coreano.

Um mapa interativo desenhado pela Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, também mostra que a quantidade de pessoas infectadas globalmente excede a da China.

De acordo com informações divulgadas pelas autoridades chinesas, naquele país - o núcleo do surto - existem atualmente 80.860 pessoas afetadas pelo novo coronavírus, número muito menor que o total de infectados em todo o mundo, segundo a ferramenta criada pelo referido centro americano.