Chile tem novo recorde diário de mortes por covid-19

País chega a 944 mortos e passa dos 90 mil casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus; Santiago segue como a região mais atingida

Funcionários da prefeitura entregam alimentos para moradores de Santiago

Funcionários da prefeitura entregam alimentos para moradores de Santiago

Alberto Valdés / EFE - 29.5.2020

O Ministério da Saúde do Chile registrou 54 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, um recorde que eleva o total de óbitos para 944, enquanto os 3.698 novos contágios pelo novo coronavírus aumentaram para 90.638 a quantidade de casos confirmados desde que a pandemia chegou ao país.

Leia também: Presidente do Chile diz que sistema de saúde está perto do limite

"Este é o número mais alto de mortos, que se concentra em adultos que enfrentavam doenças avançadas, e a covid-19 fez com que morressem antecipadamente", explicou o ministro da Saúde, Jaime Mañalich em coletiva nesta sexta-feira (29).

Ao todo, 38.598 pessoas já se recuperaram da doença. Entre os 3.698 novos contágios, 3.355 apresentaram sintomas e 340 estavam assintomáticos.

De acordo com o governo, 1.350 pessoas estão em unidades de terapia intensiva, 1.143 delas conectadas a respiradores mecânicos. O número de pacientes em estado crítico é de 306, e há 345 respiradores disponíveis.

A taxa de ocupação dos leitos para pacientes críticos é de 86% em nível nacional. Na região Metropolitana, onde fica a capital, 93% das vagas estão preenchidas.