Saúde Cientistas chineses anunciam criação de embriões humanos imunes ao HIV

Cientistas chineses anunciam criação de embriões humanos imunes ao HIV

Foi possível desenvolver pelo menos quatro embriões resistentes ao vírus

  • Saúde | Agência Brasil

Modificações genéticas de embriões são bastante polêmicas (Imagem ilustrativa)

Modificações genéticas de embriões são bastante polêmicas (Imagem ilustrativa)

Reprodução/ Wikimedia Commons

Uma equipe de cientistas da Universidade de Medicina de Cantão, no Sul da China, anunciou que conseguiu criar embriões humanos resistentes ao vírus HIV, por meio de modificação genética.

Segundo o coordenador da equipe, Fan Yong, os testes feitos em 26 embriões "defeituosos e inaptos a tratamentos de fertilidade" permitiram criar quatro embriões imunes ao HIV, enquanto os restantes mostraram mutações "não planejadas", informou nesta quarta-feira (13) um jornal oficial.

Vivemos um ressurgimento da epidemia, diz pesquisador sobre a Aids no Brasil

Pessoas com HIV denunciam falta de remédios contra infecções oportunistas no Rio

O trabalho foi publicado no último número do Journal on Assisted Reproduction and Genetics e detalha que todos os embriões foram destruídos no espaço de três dias.

É a segunda vez que um grupo de médicos chineses causa controvérsias com experiências sobre a modificação genética de embriões.

No ano passado, uma equipe da Universidade Zhongshan, também em Cantão, disse ter conseguido alterar pela primeira vez na história o genoma humano em embriões.

Ser portador de HIV não significa ter Aids. Entenda

Últimas