Novo Coronavírus

Saúde Cientistas desenvolvem teste rápido, preciso e barato da covid

Cientistas desenvolvem teste rápido, preciso e barato da covid

Por meio da saliva, pesquisadores detectaram o coronavírus, em 30 minutos, sem passar pelo complexo processo usado atualmente

  • Saúde | Da EFE

Descoberta de cientistas dos Estados Unidos agiliza detecção da covid-19

Descoberta de cientistas dos Estados Unidos agiliza detecção da covid-19

RUNGROJ YONGRIT/EFE/EPA - Arquivo

Cientistas dos Estados Unidos desenvolveram um teste portátil que detecta em menos de 30 minutos e com confiabilidade a covid-19 por meio de uma amostra de saliva. O estudo foi publicado nesta terça-feira (18), na revista cienetífica Nature.

Muitos componentes do teste podem ser fabricados em impressoras 3D e, em apenas uma gota de saliva, é possível detectar a particula viral do coronavírus.

"Desenvolvemos um teste rápido, altamente sensível e preciso, e um dispositivo portátil que funciona em uma bateria para testes de covid-19 que podem ser usados em qualquer lugar e a qualquer hora", explica Huimin Zhao, principal autor deste trabalho.

Embora ainda seja um protótipo, os pesquisadores estimam que o custo deve ser inferior a US $ 78 (cerca de R$ 410). Já o preço dos reagentes e outros elementos necessários para os exames seria em torno de US $ 6 ou US $ 7 (aproximadamente R$ 50) por teste.

Os pesquisadores lembram que a tecnologia de detecção de coronavírus existente hoje é complexa, cara, lenta e pesada, por isso o dispositivo deve estar nas mãos de analistas especialistas.

Por outro lado, Zhao celebra a descoberta, já que qualquer pessoa minimamente treinada e cuidadosa poderá operar o novo dispositivo portátil.

O desevenvolvimento foi possível graças aos recentes avanços da equipe de Zhao. Os cientistas descobriram um sistema para produzir enzimas de restrição artificial que podem ser programadas para reconhecer e dividir genes específicos no genoma de um organismo.

Uma vez colocada a amostra da saliva no teste, as guias de DNA transportados por essas enzimas marcam os genes virais de interesse com um corante que emite fluorescência após ser extirpado, indicando que é um teste positivo.

Com esta nova tecnologia, chamada Testes Escaláveis e Portáteis (SPOT), não há necessidade de recorrer ao complexo processo de resfriamento e aquecimento ao qual cada amostra é submetida em muitos dos testes disponíveis atualmente.

Além disso, o SPOT pode detectar múltiplos genes em cada amostra, aumentando a confiabilidade em relação aos testes de um único gene, que podem produzir resultados incorretos ou inconclusivos.

Outra vantagem, observam os autores, é que ela só precisa de saliva e elimina a necessidade de obtenção de amostras por meio de um cotonete nasal.

No ensaio, os pesquisadores avaliaram a eficácia do SPOT com a análise de 104 amostras de saliva. Foram identificadas com precisão 28 de 30 amostras positivas de SARS-CoV-2, o coronavírus covid-causante e 73 de 74 amostras negativas.

"De acordo com os dados disponíveis, a precisão do nosso teste é comparável ou melhor do que outros testes SARS-CoV-2", diz Zhao.

Além disso, os pesquisadores testaram o SPOT com amostras que continham ou não o vírus influenza, o novo coronavírus e três outros coronavírus humanos, e mostraram que ele identifica o SARS-CoV-2, independentemente da presença de outros vírus.

“Estamos interessados ​​em explorar essa tecnologia para detectar outras doenças também. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é sua capacidade de multiplexação, portanto, em teoria, seremos capazes de detectar muitos vírus ao mesmo tempo usando o mesmo dispositivo”, conclui Zhao.

Últimas