Novo Coronavírus

Saúde Colômbia ultrapassa a marca de 500 mortos por covid-19

Colômbia ultrapassa a marca de 500 mortos por covid-19

Região de fronteira com o Brasil, no meio da floresta amazônica, é a que registra maior número de novos casos e óbitos no país

  • Saúde | Da EFE

Moradores de Bogotá usam máscaras e luvas: capital reportou 122 novos casos

Moradores de Bogotá usam máscaras e luvas: capital reportou 122 novos casos

Carlos Ortega / EFE - 11.5.2020

O governo da Colômbia informou, nesta quarta-feira (13), que o país ultrapassou as 500 mortes de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, com 509, após as 16 reportadas hoje. O número de casos diagnosticados chegou a 12.930, muitos deles em regiões de floresta densa e de difícil acesso para assistência médica.

Segundo boletim diário do Ministério da Saúde colombiano, houve 658 novos contágios nas últimas 24 horas, 128 deles no Amazonas, na fronteira com o Brasil. O departamento foi o segundo mais afetado de ontem para hoje, com menos casos apenas que o Atlántico, com 144. Bogotá, onde está a capital, reportou 122.

Ainda segundo as autoridades, 3.133 se recuperaram até agora. Foram realizados 6.061 testes só hoje, o que eleva o total desde o começo da pandemia a 171.799.

Alerta máximo na floresta

O aumento do número de pessoas infectadas no departamento colombiano de Amazonas impressiona, chegando a 871. Na capital, Letícia, foram registradas três novas mortes.

Para tentar deter o avanço do vírus SARS-CoV-2 através da floresta amazônica, o presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou ontem que vai militarizar a travessia da fronteira com o Brasil, já que o departamento já soma 29 óbitos por covid-19.

Da mesma forma, no departamento de Vaupés, que também tem fronteira com o território brasileiro, embora apenas em meio à selva e rios, a pandemia deixa 11 pessoas doentes.

Além das três vítimas do coronavírus em Leticia, houve também três em Bogotá e três em Cartagena das Índias e duas em Cali. As outras localidades com mortes hoje, com uma cada, foram Bolívar, Buenaventura, Villavicencio, Puerto López e Zona Bananera.

Últimas