Continente americano passa marca de 3 milhões de casos de covid-19

Dados da OMS mostram que apenas Europa tem diminuição de casos, enquanto EUA, Brasil e Rússia seguem no topo do número de infecções

Brasil é segundo país com mais casos, atrás apenas dos EUA

Brasil é segundo país com mais casos, atrás apenas dos EUA

Bruno Kelly / Reuters - 3.6.2020

Os casos de covid-19 no mundo chegaram a 6,39 milhões nesta quinta-feira (4), em um dia em que o continente americano — o mais afetado — ultrapassou a barreira dos 3 milhões, de acordo com estatísticas da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Os óbitos no planeta somam 383.872, dos quais mais de 182 mil ocorreram na Europa e cerca de 162 mil no continente americano, de modo que os dois territórios representam mais de 90% das mortes confirmadas.

Em termos de infecções, após os 3,02 milhões nas Américas, existem 2,19 milhões de casos na Europa, 570 mil no Oriente Médio, 310 mil no sul e sudeste da Ásia, 186 mil no leste da Ásia-Pacífico e 115 mil no continente africano.

Só Europa tem curva de contágio descendente

Somente a Europa mostra claramente uma curva descendente no gráfico de novos casos.

Os Estados Unidos, Brasil e Rússia continuam sendo os países com o maior número de casos, seguidos pelo Reino Unido, Espanha, Itália e Índia, um dos países com o aumento mais rápido de novas infecções.

Segundo dados das redes nacionais de saúde, o número de pacientes recuperados no mundo, cerca de 3,19 milhões, já está perto da metade do total de afetados, enquanto os pacientes em estado grave ou crítico são mais de 54 mil, 2% dos casos ativos.