Novo Coronavírus

Saúde Coreia do Sul registra recorde de casos de covid-19 em 2 semanas

Coreia do Sul registra recorde de casos de covid-19 em 2 semanas

Dados divulgados nesta sexta-feira (3) pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul são os mais altos desde 20 de junho

Equipes de limpeza desinfetam praça em Seul, na Coreia do Sul

Equipes de limpeza desinfetam praça em Seul, na Coreia do Sul

Jeon Heon-Kyun / EFE-EPA - 23.3.2020

A Coreia do Sul relatou, nesta sexta-feira, 63 novos casos de covid-19, o maior em duas semanas, principalmente devido a surtos detectados fora da capital Seul, onde se concentraram os contágios no último mês, indicando que o país está enfrentando uma segunda onda de infecções.

Os dados identificados nesta última quinta-feira (2) e divulgados nesta sexta-feira (3) pelo KCDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul) são os mais altos desde que o país relatou 67 casos no dia 20 de junho.

Veja também: Coreia do Sul registra primeiro caso de coronavírus em escola

Apesar de Seul e a região vizinha registrarem novamente a maioria dos novos casos (28), outras cidades também confirmaram hoje várias infecções associadas a surtos recentes, depois que a maioria dos contágios no mês passado tenha se concentrado principalmente na região da capital.

A cidade de Daegu, que concentrava o principal surto que afeta o país desde o início da pandemia, hoje conta com 13 casos, dez deles transmitidos localmente, sendo a primeira vez, em três meses, que o número de positivos diários supera uma dezena.

Daegu e a província vizinha de Gyeongsang do Norte ainda são responsáveis por 64% de todas as infecções relatadas até agora no país devido ao surto ligado à seita religiosa Shincheonji.

Por sua vez, as cidades de Daejeon (centro) e Gwangju (sudoeste) relataram 4 e 6 novos casos relacionados a dois surtos originados por uma empresa de vendas de porta em porta e um templo budista, respectivamente.

Devido a esses novos surtos, um total de 522 escolas foram fechadas hoje em todo o território nacional, um número recorde desde que o país começou a reabrir gradualmente os colégios, em 20 de maio.

No total, a Coreia do Sul, um dos países que melhor administrou a pandemia sem recorrer ao confinamento ou ao fechar fronteiras, graças ao seu sistema de rastreamento, registrou 12.967 casos do novo coronavírus.

Porém, apenas 926 (7,1% do total) são casos atualmente ativos.

No país asiático, 282 pessoas morreram por covid-19, o que deixa uma taxa de mortalidade de 2,19%.

Últimas