Novo Coronavírus

Saúde Coreia do Sul tem menor número de casos diários desde fevereiro

Coreia do Sul tem menor número de casos diários desde fevereiro

Nos últimos 5 dias o número de novos casos diários não passaram de 50 e em Daegu, epicentro da doença no país, nenhum caso novo foi registrado

  • Saúde | Da EFE

Coreia do Sul teve 27 novos casos em um dia

Coreia do Sul teve 27 novos casos em um dia

Kim Hong-Ji/Reuters - 7.4.2020

A Coreia do Sul relatou, nesta sexta-feira (10), 27 novos casos de coronavírus, detectados ontem, o número mais baixo desde 18 de fevereiro, data em que o primeiro grande surto de contágio comunitário foi identificado no país.

Apesar de não ter fechado fronteiras ou limitado a circulação de seus cidadãos, a Coreia do Sul é atualmente um exemplo de boa gestão para limitar a propagação do vírus.

Além do fato de que nos últimos cinco dias o número de novos casos diários não ultrapassou os 50, a cidade de Daegu, epicentro do primeiro e pior surto do país, não registrou um único caso ontem pela primeira vez desde 18 de fevereiro, data em que o surto de infecção mencionado foi identificado.

A província de Gyeongsang do Norte, que rodeia Daegu e foi a segunda área mais afetada da Coreia do Sul, registrou apenas sete novos casos ontem.

Daegu, localizado a 230 quilômetros de Seul, e Gyeongsang do Norte, respondem por 78% de todos os casos do novo coronavírus no país.

Sucesso na contenção

O sucesso alcançado até agora na Coreia do Sul, que deixou de ser o segundo país mais afetado pelo vírus e achatou sua curva de contágio em apenas três semanas, está na implementação de um programa que combina testes massivos dos suspeitos de contágio, monitoramento exaustivo de traços de infecção e hospitalização generalizada, mesmo de pessoas com casos leves.

Por outro lado, na região da capital, onde vivem 26 milhões de pessoas, mais da metade da população sul-coreana, a maioria das novas infecções diárias foram identificadas ontem, 15 casos.

As autoridades estabeleceram como prioridade limitar infecções nesta região e casos importados (houve cinco novos na quinta-feira).

Para evitar um surto, o governo sul-coreano também prolongou sua campanha de distanciamento social até o próximo 19 e pediu aos cidadãos, empresas e instituições que continuem a cumprir rigorosamente os regulamentos.

Nesta semana, e com mais de um mês de atraso, o ano letivo já começou para alguns cursos, embora, como está sendo feito em todas as universidades do país, o ensino esteja sendo fornecido totalmente on-line.

Com os 27 novos casos detectados ontem, a Coreia do Sul adiciona 10.450 infecções por coronavírus, das quais apenas 3.125, 30% do total, estão ativas, já que 7.117 pessoas (68%) já foram curadas.

A Coreia do Sul tem 208 mortes devido ao coronavírus, representando uma taxa de mortalidade de 2%.

Últimas