Coronavírus

Saúde CoronaVac: Anvisa e Butantan discutem vacinação de crianças

CoronaVac: Anvisa e Butantan discutem vacinação de crianças

O instituto apresentou dados sobre os estudos que estão sendo conduzidos na China para o uso da vacina em menores de 17 anos

Vacina só pode ser aplicada em maiores de 18 anos no Brasil

Vacina só pode ser aplicada em maiores de 18 anos no Brasil

Evaristo Sá/AFP - 13.09.2021

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se reuniu nesta sexta-feira (5) com representantes do Instituto Butantan para discutir a liberação da CoronaVac para crianças e adolescentes. No Brasil, a vacina anti-Covid tem autorização de uso emergencial para ser aplicada na população com mais de 18 anos.

Segundo a agência, o instituto apresentou dados sobre os estudos que estão sendo conduzidos na China para o uso da vacina em menores de 17 anos, mas não apresentou novo pedido para inclusão de menores de idade nas indicações de uso do imunizante. Em agosto, a Anvisa negou o pedido feito pelo Butantan por insuficiência dos dados apresentados.

“É fundamental que os estudos realizados na China indiquem claramente uma relação favorável para o uso da vacina, especialmente nas crianças situadas na faixa de 3 a 12 anos de idade”, disse a agência por meio de nota.

Além disso, a Anvisa também cobrou ao Butantan a apresentação dos resultados completos de imunogenicidade e duração da proteção da CoronaVac para que possam ser avaliadas novas indicações de faixa etária.

Uma nova reunião entre a agência e o instituto deve ocorrer na próxima semana para dar seguimento à discussão sobre os dados e requisitos técnicos.

Últimas