Coronavírus: 6 ilustrações para ensinar as crianças a se protegerem (e para elas se divertirem colorindo)

Seguindo as recomendações da Unicef sobre como falar com as crianças sobre a pandemia, o ilustrador catalão Roger Zanni fez uma série de ilustrações que podem ajudar a entretê-las em casa

    • Saúde
    • por
      BBC NEWS BRASIL
Ilustração

Ilustração

Roger Zanni/ BBC NEWS BRASIL

Milhões de crianças ao redor do mundo estão em isolamento com suas famílias, sem poder ir à escola, nem fazer atividades fora de casa por causa da pandemia da covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

Para essas meninas e meninos, assim como para os adultos, trata-se de uma situação excepcional que, a depender da idade, pode ser difícil de compreender.

Especialistas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) recomendam falar com crianças sobre o coronavírus "de maneira simples, clara e tranquilizadora, abordando as emoções que eles possam estar sentindo".

Entre as medidas que a Unicef destaca está proporcionar a eles informações sobre como se proteger do vírus, ensinando, por exemplo, a melhor técnica para lavar as mãos.

Pensando nestas recomendações, o ilustrador catalão Roger Zanni (@rogerzanni no Instagram) fez as ilustrações a seguir especialmente para a BBC News.

Elas podem ser baixadas em versão preto e branco pelo link abaixo. Aí é só chamar a criançada para colorir.

'Fique em casa tranquilo'

Ilustração

Ilustração

Roger Zanni/ BBC NEWS BRASIL

De acordo com a Unicef, por causa do isolamento, meninos e meninas "sentirão falta de suas rotinas e, por isso, podem se sentir frustrados, angustiados, irritáveis".

Um dos guias para pais e educadores publicado pela organização sugere que, "sabendo que mais cedo ou mais tarde a maioria de nossas vidas podem voltar ao normal, tente criar novas rotinas, hábitos e atividades que estruturem esse período enquanto ele durar".

'É importante lavar muito bem as mãos'

Ilustração

Ilustração

Roger Zanni/ BBC NEWS BRASIL

A Unicef explica às crianças que o coronavírus "aproveita para pular de mão em mão quando elas se cumprimentam ou tocam as pessoas".

"Por isso, é importante lavar as mãos com água e sabão, o que dura o tempo de uma canção", diz o material educativo do órgão.

"Lave as mãos com frequência, especialmente antes de comer, depois de assoar o nariz, de tossir ou de espirrar e depois de ir ao banheiro.

'Tussa ou espirre na dobra do cotovelo'

Os pais também devem ensinar as crianças a cuidar de sua higiene respiratória.

Por isso, eles precisam aprender a cobrir a boca e o nariz com a dobra do cotovelo ou com um lenço descartável ao tossir ou espirrar.

E, em seguida, devem descartar o lenço em um cesto de lixo fechado.

'Na hora de brincar, mantenha a distância'

Ilustração

Ilustração

Roger Zanni/ BBC NEWS BRASIL

Para que as crianças aprendam a manter a distância social que as autoridades sanitárias recomendam, a Unicef indica, por exemplo, na hora de formar um círculo, "fazer com que os pequenos sentem-se mais longe uns dos outros pedindo que estiquem os braços".

"Dessa maneira, o espaço entre eles deve ser suficientemente amplo para impedir o contato físico."

'Se sentir dores, conte aos seus pais'

Ilustração

Ilustração

Roger Zanni/ BBC NEWS BRASIL

Os especialistas do órgão também sugerem usar marionetes ou bonecas para mostrar a meninos e meninas os principais sintomas da covid-19, como tosse e febre, e para ensinar-lhes o que fazer caso tenham um mal-estar (por exemplo, se sentem dores de cabeça ou de estômago, se sentem muito calor ou um cansaço fora do comum).

Mas, os bonecos também podem ser usados para ensinar como consolar alguém que está doente, cultivando comportamentos de empatia e de cuidado, ou mesmo para mostrar à criança como comunicar seus sentimentos de ansiedade e preocupação sobre a pandemia.