Coronavírus: Anvisa pede lista de passageiros de voo de infectado 

A agência informou, por meio de nota, que também aumentará o critério de monitoramento de voos estrangeiros

Aeroportos terão monitoramento mais crítico após caso no Brasil

Aeroportos terão monitoramento mais crítico após caso no Brasil

Reprodução/RecordTV

A Anvisa (Angência Nacional de Vigilância Sanitária) solicitou a lista de passageiros do voo que trouxe o homem diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19). O objetivo é monitorar e investigar os outros passageiros que estiveram na mesma viagem e em locais com o surto. 

Leia mais: Coronavírus pode sobreviver por até nove dias em superfícies

De acordo com a nota publicada, esta é uma das ações da Anvisa de combate ao surto mundial do Covid-19 que já atingiu 80.346 casos em todo o mundo. A agência de vigilância sanitária recomenda que passageiros provenientes de locais com casos procurem atendimento caso apresentem sintomas.

Fora do epicentro do surto de coronavírus na China, pelo menos 10 países da Europa já possuem registro da doença, além de grandes focos também se espalharem na Coreia do Sul e no Irã.

Nesta terça-feira (25) foram confirmados dois casos na Áustria, um na Croácia, um na Suíça e um na parte continental da Espanha, totalizando três casos no país.

Caso no Brasil

O primeiro caso confirmado de coronavírus no país possui um histórico de viagem para a Itália. O homem de 61 anos de idade esteve na Lombardia, a trabalho e sozinho entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ele apresentou sinais e sintomas compatíveis com a suspeita de doença pelo coronavírus.

Segundo nota divulgada pelo hospital Albert Einstein, o paciente está bem, com sinais brandos (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) e recebeu as orientações de precaução padrão. Ele está isolado, mas não precisou ficar internado.

Leia a íntegra da nota abaixo:

Diante de exame preliminar que deu resultado positivo para coronavírus (Covid-19) em um passageiro que veio da Itália para o Brasil na última sexta-feira (21/2), a Anvisa já tomou as seguintes medidas:

Solicitou à companhia aérea a lista de passageiros que estavam no mesmo voo do passageiro com resultado positivo para coronavírus. O documento será encaminhado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) para investigação de outros passageiros do voo que tiveram contato com o caso suspeito.

Aumentou a criticidade no monitoramento dos voos internacionais provenientes de países onde há casos confirmados da doença. A lista foi atualizada na segunda-feira (24/2) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Anvisa reforça: se você esteve nos países com casos confirmados e apresentar febre, tosse, dificuldade em respirar ou outros sintomas respiratórios, procure atendimento médico de imediato e informe ao profissional de saúde a viagem feita para o exterior.