Novo coronavírus
Saúde Coronavírus: China testa medicamento usado contra o ebola

Coronavírus: China testa medicamento usado contra o ebola

Droga remdesivir foi enviada pelo laboratório norte-americano Gilead para ser usada em alguns pacientes infectados pelo novo vírus

Médicos querem saber efetividade do antiviral

Médicos querem saber efetividade do antiviral

Freepik

Diversas instituições médicas da China estão fazendo testes clínicos de um antiviral contra o novo coronavírus. De acordo com a agência de notícias estatal Xinhua, o medicamento é o remdesivir, desenvolvido para tratar pacientes infectados pelo vírus ebola.

Os medicamentos são fabricados pelo laboratório norte-americano Gilead Sciences, que enviou doses para um pequeno número de pacientes na China. Os médicos chineses estão testando a segurança e a efetividade da droga.

Outros medicamentos também estão sendo avaliados: um deles usado no tratamento de malária (cloroquina) e uma combinação utilizada em pacientes com HIV (lopinavir + ritonavir).

Até o momento, não há um remédio específico para tratar os casos mais graves de infecção pelo coronavírus — podem evoluir para pneumonia e insuficiência respiratória. O que os médicos fazem é tratar os sintomas da doença e esperar que os anticorpos do paciente combatam o vírus. 

Uma vacina contra o novo tipo de vírus está sendo desenvolvida na China e poderá ser testada em 40 dias. No entanto, não há previsão para o uso comercial da substância. 

Leia também: Hospital chinês construído em dez dias começa a receber vítimas