Coronavírus: epicentro da epidemia, Hubei registra mais 116 mortes 

Província chinesa totaliza 1.426 mortes e 51.986 infectados, de acordo com a Comissão Provincial de Saúde

Hubei registrou 4.823 novos casos de infectados por coronavírus

Hubei registrou 4.823 novos casos de infectados por coronavírus

EFE/EPA/ROMAN PILIPEY

Aumentou em 116 o número de mortes causadas pela doença Covid-19 na província de Hubei, devido à epidemia provocada por um coronavírus na China, totalizando agora 1.426, informou nesta sexta-feira (14) a Comissão Provincial de Saúde da região.

Em Hubei, o epicentro da epidemia, também foram registrados 4.823 novos casos, elevando para 51.986 o número de detectados até agora na mesma província.

O número de novas mortes anunciadas em Hubei hoje é inferior ao do dia anterior: na quinta-feira, foram 14.840 novos casos confirmados, enquanto o número de mortes aumentou em 242.

Leia mais: Coronavírus: sangue de pacientes curados pode ajudar doentes

As autoridades chinesas relataram na quinta-feira uma mudança nos critérios de diagnóstico de confirmação de casos, o que desencadeou um aumento do número de pessoas afetadas em toda a China, com mais de 15 mil novas infecções e 254 mortes em um único dia, de acordo com dados oficiais.

Até então, os pacientes eram confirmados por testes realizados com equipamentos que estão em falta na província, e agora os médicos têm mais autoridade para confirmar um caso.

Embora as autoridades provinciais não tenham fornecido muito mais detalhes sobre os últimos critérios de contagem de doentes, as novas medidas permitirão que "os doentes recebam tratamento a tempo", explicou a Comissão Provincial de Saúde em comunicado.

Na semana passada, as autoridades de saúde de Hubei tinham anunciado que começariam a reconhecer os resultados das tomografias computadorizadas para confirmar as infecções, o que permitiria que os hospitais isolassem os pacientes mais rapidamente.

Entretanto, a Comissão Nacional de Saúde ainda não divulgou os dados diários de toda a China. Os últimos dados nacionais divulgados na quinta-feira situam o número de mortes em todo o país em 1.367, e o número de pessoas infectadas em 59.805.