Novo Coronavírus

Coronavírus Covid-19: Estudo aponta para cerca de 1,8 milhão de casos em Daca

Covid-19: Estudo aponta para cerca de 1,8 milhão de casos em Daca

Pesquisa feita pelas próprias autoridades locais estima que 9% da população de Daca, capital de Bangladesh, foi infectada com o coronavírus

Estudo aponta para número maior de infectados

Estudo aponta para número maior de infectados

Monirul Alam - EFE/EPA 13.07.2020

Cerca de 1,8 milhão de pessoas na capital de Bangladesh, Daca — ou 9% de sua população de quase 20 milhões —, foram infectadas pelo novo coronavírus, de acordo com um estudo das autoridades do país.

"Estima-se que 9% de todas as pessoas em Daca sejam positivas pelo teste PCR", diz o estudo de seroprevalência, realizado pelo Centro Internacional para Pesquisa de Doenças Diarréicas de Bangladesh (ICDDR) e o Instituto de Epidemiologia, Controle e Pesquisa de Doenças de Bangladesh (IEDCR).

Veja também: Marinha envia ajuda a navio atingido por explosão em Beirute

Isso significa que, de acordo com o relatório, cujos resultados preliminares foram publicados na noite de segunda-feira (10), cerca de 1,8 milhão de pessoas foram infectadas na cidade, uma quantidade muito superior ao número oficial de casos positivos.

O país inteiro tem 260.507 infecções até o momento, 25% delas registradas na capital, de acordo com os últimos dados divulgados pelas autoridades.

Dessas pessoas, 3.438 morreram no que é atualmente o 15º país mais afetado no mundo pela pandemia, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

"Este estudo revela a triste realidade da situação do coronavírus em Daca. O cenário real poderia ser ainda pior do que este, pois muitas pessoas não sabem que são portadoras do vírus", disse Samir Kumar Saha, vice-presidente do Fundação de Saúde Pública da ONG.

Últimas