Coronavírus Serrana (SP) abre cadastro para vacinação em massa da CoronaVac

Serrana (SP) abre cadastro para vacinação em massa da CoronaVac

Município escolhido para testar eficiência de imunizante começará aplicação de doses em seus 30 mil habitantes dia 17

  • Coronavírus | Do R7

Prefeitura de Serrana orienta moradores sobre cadastro para vacinação

Prefeitura de Serrana orienta moradores sobre cadastro para vacinação

Aloisio Mauricio /Fotoarena/Estadão Conteúdo - 11.02.2021

A cidade de Serrana, no interior de São Paulo, começa, nesta quinta-feira (11), o cadastro para imunização em massa da população contra o coronavírus. Por meio das redes sociais, a prefeitura do município divulgou que o cadastramento terá início nesta quinta e continuará na próxima semana.

O município foi escolhido pelo governo do Estado de São Paulo para o projeto S, que pretende imunizar os 30 mil moradores com doses de CoronaVac, para testar a eficiência da vacina. De acordo com as regras da vacinação, somente o próprio morador podefazer o cadastro, é preciso levar comprovante de endereço e documento com foto.

Para consultar o local e a data da vacinação, todas as escolas de Serrana, incluindo instituições estaduais e particulares fornecerão informações e orientações aos moradores. 

O estudo, segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, pretende avaliar a transmissão da infecção, o uso do Sistema Único de Saúde e os efeitos diretos e indiretos da pandemia. O diretor do Instituto Butantan afirmou que, além dos estudos de eficácia, o governo desenvolveu também o estudo de eficiência para testar o efeito da vacinação de massa sobre o curso da epidemia.

"Todos os países querem saber o curso da epidemia com toda a população vacinada. Vamos começar a ter essa resposta em seis meses. É o primeiro estudo dessa natureza feito no mundo", disse ele. 

Normalmente esses dados aparecem ao final dos programas de vacinação", afirmou Dimas Covas. "Com esse estudo não vamos ter que esperar o ano que vem para ter essa reposta, vamos ter essa reposta em três meses. É um grande passo". Segundo o diretor do Butantan, os critérios para escolher a cidade de Serrana foram: índice populacional, alto índice de infecção, presença de um centro de pesquisa relacionado ao governo.

O projeto ocorrerá em parceria com o Hospital Estdual de Serrana e a administração municipal. A cidade foi divida em 25 partes, que formarão quatro regiões, separadas por cores. Durante a semana, de quarta-feira a domingo, será feita a vacinação dos moradores de acordo com a cor correspondente. Somente moradores da cidade poderão participar da imunização.

Recomendações

A recomendação da prefeitura de Serrana é de que mulheres grávidas ou em amamentação, pessoas que tiveram febre nas últimas 72 horas antes da vacinação e portadores de doenças graves não devem se vacinar no momento. Haverá ainda, segundo a administração municipal, um médico vai orientar a população no local das aplicações.

Segundo o cronograma do projeto, a 1ª região (verde) será imunizada entre os dias 17 e 20 de fevereiro, a 2ª região (amarelo) entre 24 e 27 de fevereiro, a 3ª região (cinza) no intervalo entre 3 e 6 de março e, por fim, a  4ª região (azul) dos dias 10 a 13 de março. A partir de quarta-feira (10), será realizado um cadastro dos moradores, que serão informados sobre qual região pertencem.

Estão previstas quatro semanas de intervalo entre a aplicação da primeira dose para a segunda. A expectativa é de que em dois meses a vacinação seja concluída. Os moradores de Serrana não poderão comparecer em outro dia que não seja da cor a qual pertence a região onde reside, segundo prevê metodologia da pesquisa.

Últimas