Coronavírus

Saúde Covid-19: após 145 dias em UTI, paciente vai para quarto na Espanha

Covid-19: após 145 dias em UTI, paciente vai para quarto na Espanha

Caso ocorreu na cidade de Valência; paciente, que registra o período mais longo internado pela doença naquele país, teve falha multiorgânica

  • Saúde | da EFE

A Espanha chegou a ter as unidades de terapia intensivo à beira do colapso

A Espanha chegou a ter as unidades de terapia intensivo à beira do colapso

Raquel Manzanares/EFE - 28.05.2020

Um paciente que ficou 145 dias internado para tratar a covid-19 em unidade de terapia intensiva, o período mais longo registrado na Espanha, passou nesta quinta-feira (20) para um quarto normal, segundo informou o hospital La Salud, na cidade de Valência.

"A covid-19 fez com que Fernando sofresse uma falha multiorgânica, com uma pneumonia bilateral, precisando de ventilação mecânica, hemodiálise, traqueostomia e anestesia profunda", disse o responsável pela UTI do centro de saúde, José Manuel Segura.

Leia também: Crianças têm alta carga viral de covid-19 e podem ser mais infecciosas

Após quase cinco meses internado na unidade, o homem se tornou um exemplo para toda a Espanha, segundo o comunicado divulgado pelo hospital.

"Fernando é o exemplo que nos indica que não devemos desistir de nos empenhar, nem perder a esperança, apesar das adversidades e contratempos que provoca essa doença", aponta o texto.

A Espanha chegou a ter as unidades de terapia intensivo à beira do colapso, no pico da pandemia, com mais de 7 mil internados durante o mês de abril. Ao longo de toda a pandemia foram mais de 12 mil pessoas passando pelas UTIs.

Últimas